Transtorno Obsessivo Compulsivo: saiba como identificar o TOC


TOC - Transtorno obsessivo compulsivoO Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) é um transtorno de saúde mental que afeta pessoas de todas as idades e camadas da vida, e ocorre quando uma pessoa é pega em um ciclo de obsessões e compulsões.

Obsessões são pensamentos indesejados, intrusivos, imagens ou impulsos que provocam sentimentos intensamente angustiantes.

Compulsões são comportamentos que um indivíduo se envolve em tentar se livrar das obsessões e / ou diminuir sua angústia.

A maioria das pessoas tem pensamentos obsessivos e / ou comportamentos compulsivos em algum momento de suas vidas, mas isso não significa que todos nós temos “algum TOC”.

É comum para muitas pessoas, e até essencial para a realização de algumas tarefas que tenhamos alguns sintomas obsessivo-compulsivos, mas que não efetivamente comprometem o tempo, não resultam em sofrimento e não atrapalham o dia a dia. Por este motivo o diagnóstico de transtorno obsessivo-compulsivo, precisa ser realizado por um profissional médico, com formação em psiquiatria, pois a confirmação do diagnóstico de um portador de  TOC, se dá quando o ciclo de obsessões e compulsões torna-se tão extremo que consome muito tempo e gera demasiado sofrimento para o portador da doença.

A seguir abordamos de forma mais detalhada como a doença se desenvolve, principais sinais e sintomas para o diagnóstico e opções de tratamento para o Transtorno Obsessivo Compulsivo – TOC.

Sinais e Sintomas

Pessoas com TOC podem ter sintomas de obsessões, compulsões, ou ambos. Esses sintomas podem interferir com todos os aspectos da vida, como trabalho, escola e relacionamentos pessoais.

As obsessões são pensamentos repetidos, impulsos ou imagens mentais que causam ansiedade. Os sintomas comuns incluem:

  • Medo de germes ou contaminação;
  • Pensamentos proibidos ou tabu indesejados envolvendo sexo, religião e danos;
  • Pensamentos agressivos em relação aos outros ou a si mesmo;
  • Organizar coisas de forma simétrica ou em uma ordem perfeita;

Compulsões são comportamentos repetitivos em que uma pessoa com TOC sente o desejo em resposta a um pensamento obsessivo. As compulsões comuns incluem:

  • Limpeza excessiva e / ou lavagem das mãos;
  • Ordenação e organização das coisas de uma maneira específica e precisa;
  • Repetidamente verificar as coisas, como verificar repetidamente para ver se a porta está bloqueada ou se o forno está desligado;
  • Contagem compulsiva;

Nem todos os rituais ou hábitos são compulsões. Todo mundo verifica as coisas às vezes. Mas uma pessoa com TOC geralmente não pode controlar seus pensamentos ou comportamentos, mesmo quando esses pensamentos ou comportamentos são reconhecidos como excessivos.

o TOC é caracterizado quando a pessoa gasta pelo menos 1 hora por dia sobre esses pensamentos ou comportamentos e não têm prazer ao realizar os ritos, mas pode sentir breve alívio da ansiedade.

Alguns indivíduos com TOC também têm um distúrbio Tic. Os tiques motores são movimentos repentinos, breves e repetitivos, como piscar os olhos e outros movimentos dos olhos, movimentos faciais, encolhimento do ombro e movimentos bruscos da cabeça ou do ombro.

Os tiques vocais comuns incluem sons repetitivos de limpar a garganta, cheirar ou grunhir. Os sintomas podem vir e ir, aliviar ao longo do tempo, ou piorar. As pessoas com TOC podem tentar ajudar a si mesmas, evitando situações que desencadeiam suas obsessões.

Causas

Não está claro exatamente o que causa TOC. Uma série de fatores diferentes podem desempenhar um papel na condição. Esses incluem:

  • História familiar – você estará mais propenso a desenvolver TOC se um membro da família tem, possivelmente por causa de heranças genéticas;
  • Alterações cerebrais- algumas pessoas com TOC têm áreas de atividade inusualmente alta no cérebro ou baixos níveis de uma substância química chamada serotonina;
  • Situações vivenciadas – o TOC pode ser mais comum em pessoas que experimentaram bullying, abuso ou negligência, e às vezes começa após um evento importante da vida, como parto ou falecimento;
  • Personalidade – pessoas cuidadas, meticulosas e metódicas com altos padrões pessoais podem ter maior probabilidade de desenvolver TOC, assim como aqueles que geralmente estão bastante ansiosos ou têm um forte senso de responsabilidade por si mesmos e por outros;

Quais as opções de tratamento?

Existem alguns tratamentos eficazes para o TOC que podem ajudar a reduzir o impacto da doença na sua vida. Normalmente pacientes com TOC são tratados com medicação, psicoterapia ou uma combinação dos dois. Embora a maioria dos pacientes com TOC responda ao tratamento, alguns pacientes continuam a sentir sintomas.

Às vezes, as pessoas com TOC também têm outros transtornos mentais, como ansiedade, depressão e transtorno dismórfico corporal, uma doença em que alguém acredita equivocadamente que uma parte do seu corpo é anormal. É importante considerar essas outras doenças ao tomar decisões sobre o tratamento

Os principais tratamentos são:

Terapia psicológica

Geralmente um tipo especial de terapia cognitivo-comportamental (TCC) que ajuda você a enfrentar seus medos e pensamentos obsessivos. A terapia proporciona efeitos muito rapidamente.

Medicação

Medicações antidepressivas chamada inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRS) que podem ajudar, alterando o equilíbrio da atividade cerebral.  Pode demorar vários meses antes de você notar os efeitos do tratamento com medicamentos, mas a maioria das pessoas acabam se beneficiando destes tratamentos.

Efeitos na vida da pessoa com TOC

Compulsões e obsessões podem consumir muitas horas do dia de uma pessoa e podem interferir com as relações familiares e sociais. Podem também ter um efeito negativo na educação e no emprego. À medida que o TOC se torna mais grave, muitas situações são excluídas ou evitadas e isso pode se tornar um problema crescente.

A pessoa pode evitar qualquer coisa que possa desencadear seus medos obsessivos. O TOC pode tornar difícil para as pessoas realizarem atividades diárias como comer, beber, fazer compras ou ler. A doença é frequentemente agravada pela depressão e outros transtornos de ansiedade, incluindo ansiedade social, transtorno de pânico e ansiedade de separação.

Pessoas com TOC muitas vezes são muito envergonhadas sobre os seus sintomas e empenham um grande esforço para escondê-los. Antes que a doença seja identificada e tratada, as famílias podem se envolver profundamente nos rituais do sofredor, o que pode causar sofrimento e perturbação aos membros da família.

Embora a maioria dos adultos com TOC reconheça que o que eles estão fazendo não faz sentido, alguns adultos e a maioria das crianças podem não perceber que seu comportamento está fora do comum.

Pais ou professores tipicamente reconhecem sintomas de TOC em crianças. Se você acha que tem TOC, fale com seu médico sobre seus sintomas. Se não tratada, o TOC pode interferir em todos os aspectos da vida.

 

Referências

CLARK, David A.; RADOMSKY, Adam S. Introduction: A global perspective on unwanted intrusive thoughts. Journal of Obsessive-Compulsive and Related Disorders, v. 3, n. 3, p. 265-268, 2014.

VEALE, David; ROBERTS, Alison. Obsessive-compulsive disorder. BMJ, v. 348, p. g2183, 2014.


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário