O que é o dia do lixo?


Visando tentar ajudar as pessoas a melhorar o seu relacionamento com a dieta, criaram o chamado “dia do lixo”.

O que é o dia do lixo?

O dia do lixo” nada mais é do que aquele dia no qual fica liberado o consumo de quaisquer itens estranhos a uma dieta recomendável. É uma espécie de descanso das agruras sofridas enquanto se mantém a dieta, ou seja, é a fuga preferida de quem não suporta os alimentos que compõem seu cardápio diário, mas que, por outro lado, tem consciência de que o seu abandono por completo acarretará no retorno do peso perdido, processo que não raramente consume uma boa dose de esforço.

O que significa uma dieta?

Dia do lixo e hábitos alimentares saudáveisNão é incomum ouvir pessoas relacionando a palavra dieta com tudo o que existe de ruim. Longe de se tentar levar a fundo uma discussão sobre a etimologia da palavra, chega a ser espantoso a quantidade de pessoas que desconhecem o seu real significado. Isso significa que esses mesmos indivíduos associam, erroneamente, a palavra “dieta” à “restrição”, como se elas fossem sinônimos. Desfazer tal equívoco é muito fácil, pois basta lembrar que dieta alimentar, como já é sugerido, se correlaciona a todo o conjunto de alimentos que são ingeridos por um indivíduo ou sociedade. Seguindo esse raciocínio, tudo o que os nutricionistas esperam é que as pessoas comecem e mantenham hábitos alimentares saudáveis, ou seja, através de uma dieta balanceada e repleta de nutrientes essenciais ao pleno funcionamento do organismo humano. No entanto, essa condição não quer dizer que se é obrigado a comer coisas desagradáveis.

Dieta equilibrada X “dia do lixo”.

Segundo os nutricionistas, ter alguns dias no mês classificados como “dia do lixo” não é o fim do mundo. A grande questão, como sempre, são as características inerentes a esses momentos de relaxamento alimentar. De acordo com os especialistas, o ideal mesmo é se programar para comer lasanhas, churrascos, feijoadas, pizzas e coisas do gênero apenas nos finais de semana. Mas, isso não significa que se deva comer à vontade, detalhe que quase todos esquecem e, por isso, acabam ganhando novamente todos os quilos extras indesejáveis.

Para não comer alimentos regulados durante a semana e preencher o corpo com diversas calorias aos finais de semana, o aconselhável é comer os alimentos desejados com bastante moderação e não necessariamente o dia todo. Essas comidas devem ser, literalmente, “momentos”.

Os “momentos de lixo” a as dietas saudáveis

Lembrando que o “dia do lixo” deve estar mais para “momentos de lixo”, os nutricionistas enfatizam que isso pode acontecer ao longo da semana e sem problemas. Contudo, tal condição só é possível quando se tem total controle sobre o que é consumido e, principalmente, sobre a quantidade das porções. Estas devem ser reduzidas.
Mas, evidentemente, é claro que as pessoas que sempre foram reféns de hábitos alimentares nocivos ao corpo apresentam grande dificuldade para conseguir iniciar uma dieta equilibrada. Às vezes, a defasagem de certos nutrientes é tamanha que, ao menos nas primeiras semanas, o controle deve ser total. Só depois de suprir o essencial é que se pode pensar sobre ter os intervalos proporcionados pelo “dia do lixo”.
Também é verdade que a filosofia defendida por muitos nutricionistas parece impossível de ser praticada. Os obstáculos para manter uma dieta são diversos, desde problemas socioculturais à desregulação do humor.
Portanto, para conciliar o consumo de carnes brancas, vermelhas, sorvete, pizza e derivados magros do leite, por exemplo, é preciso se concentrar em um cardápio totalmente individual. Trata-se do mesmo princípio que é contrário à adoção de dietas realizadas sem acompanhamento de um especialista. Afinal, cada corpo possui necessidades específicas e reage de maneira única à ingestão de determinados tipos de alimentos.

E você, o que acha do “dia do lixo? Dê sua opinião, deixe seu comentário, COMPARTILHE!!!


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida.

Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo.

Durante esses anos tenho “corrido” atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida.

Ps.
Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria.

Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário