Proteínas: essenciais para os músculos e para a saúde


As proteínas que ingerimos são essenciais para a construção de nossa massa muscular e também para a queima de gorduras em excesso que temos no organismo. Elas podem ser encontradas em inúmeros alimentos, estando presente nas carnes (vermelhas ou brancas), nos ovos, no leite e nos seus derivados e ainda nos vegetais, incluindo aí a ervilha e a soja.

Pote de proteína em pó e comida com proteínasAs proteínas mais importantes ainda são as provenientes do reino animal, o que nos leva a considerar que são um tipo essencial de alimentos que precisamos consumir diariamente. O consumo de proteínas é que garante o crescimento dos cabelos, das unhas, dos tecidos musculares, e devem ser garantidos em todas as nossas refeições.

Especialistas em nutrição estabelecem que devemos consumir entre 0,8 a 1,2 gramas de proteínas por quilo de peso que tenhamos, variando esse consumo conforme as características pessoais de cada um. Assim, quem tem 60 quilos de peso, por exemplo, precisa consumir entre 48 e 72 gramas de proteínas por dia. Sem esquecer, naturalmente, dos outros alimentos que nos trazem vitaminas e sais minerais, e sem deixar de lado a gordura saturada, presente nas proteínas, que são necessárias ao nosso metabolismo.

Não exagere nas proteínas

Sabendo que são tão importantes para nosso organismo, também precisamos tomar os devidos cuidados em sua ingestão, não ultrapassando os limites diários necessários. A ingestão de proteínas em excesso pode causar problemas digestivos, já que elas não possuem as fibras necessárias para o trato digestivo, e são mais difíceis de digerir.

A união das propriedades das proteínas com as fibras que ingerimos dos vegetais é que vão criar o equilíbrio necessário para o bom funcionamento de nosso metabolismo. Em excesso, poderá criar falta de vitaminas e minerais, deixando o organismo mais fraco e exposto a uma série de problemas que podem, no futuro, serem prejudiciais à saúde geral do organismo.

Um dos pontos importantes que não podemos deixar de lado é a escolha bem feita das proteínas. Quando escolhemos carne vermelha, por exemplo, devemos escolher as mais magras, sem a gordura, e prepará-la de forma adequada, ou seja, grelhada ou cozida. A fritura é um dos piores inimigos de nosso corpo, trazendo a gordura insaturada, que vai provocar o acúmulo do colesterol ruim e criar problemas cardiovasculares e até diabetes.

O balanceamento entre elas também é essencial. Não se deve comer carne vermelha todos os dias: o certo é intercalar com as carnes brancas e peixes, o que, além de variar nosso paladar, também favorece a digestão. Carnes brancas e peixes são mais digestíveis, e podem ajudar a eliminar toxinas deixadas pela carne vermelha.

A saúde é prioridade para nossa vida e para as atividades que exercemos no cotidiano. Você deve sempre pensar primeiro na saúde e depois naquilo que gosta. Quando começar a gostar de tudo o que come, encontrará a variedade necessária para comer e ser feliz, sem medo.

Veja também:
Veja como é possível ingerir proteína sem comer carne
Caseína: saiba tudo sobre essa importante proteína
Proteína de Cânhamo – Proteína Vegetal Completa
Benefícios das Proteínas


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.