Pirâmide alimentar: para uma dieta equilibrada


Se você pretende fazer uma dieta equilibrada, precisa conhecer antes a pirâmide alimentar, uma formatação gráfica que serve para orientar as pessoas a manter uma dieta saudável. A pirâmide alimentar apresenta-se como um guia geral, mostrando como deve ser a alimentação, qual a sua composição e como usufruir melhor dos nutrientes encontrados em todos os alimentos.

De acordo com os nutricionistas, a dieta precisa ser equilibrada e nutritiva, mantendo algumas características essenciais:

  • A dieta equilibrada precisa ser apropriada à pessoa, atendendo sua fase de vida e suas condições, respondendo com energia às necessidades conforme suas atividades diárias e sua situação fisiológica;
  • A dieta equilibrada precisa ter uma variedade de alimentos que atenda todas as necessidades do corpo, trazendo vitalidade e energia, com calorias que correspondam às atividades;
  • A dieta equilibrada precisa ser suficiente para a fome que a pessoa está sentindo, não devendo ser em excesso e também não faltando a quantidade necessária;
  • A dieta equilibrada precisa ter harmonia, ou seja, deve haver um bom senso para manter, ao mesmo tempo, quantidade e qualidade;
  • A dieta equilibrada também precisa ter variedade, fazendo-se uma seleção diferente de alimentos todos os dias, ingerindo nutrientes os mais variados para manter a saúde do organismo.

Para fazer uma dieta equilibrada, use a pirâmide alimentar.

A pirâmide alimentar é formada por quatro partes distintas, cada uma delas com sua importância e cada uma representando um grupo de alimentos com a quantidade recomendada para consumo diário. Assim, a alimentação que temos todos os dias precisa incluir todos os grupos, sabendo que os alimentos que estão na base devem ser em maior quantidade, reduzindo à medida que passamos para os grupos sobre ele.

O planejamento da alimentação diária deve ser feito segundo as necessidades de cada pessoa, levando-se em conta suas atividades, sua movimentação, a quantidade de calorias que consome diariamente. Se você faz exercícios, tem uma vida corrida, estuda, trabalha e não tem folga um minuto sequer, vai precisar de mais calorias. Se sua vida é mais sedentária, precisa de menos calorias.

Existem tabelas onde você pode encontrar a quantidade de calorias que você precisa diariamente, se você não estiver dentro da média de consumo. Para ter uma ideia, a média de consumo de calorias diárias pode ser calculada por uma fórmula:

  • Para mulheres entre 18 e 30 anos, deve-se multiplicar 14,7 pelo peso e acrescentar 496;
  • Para mulheres entre 31 e 60 anos, multiplica-se 8,7 pelo peso e acrescenta-se 829;
  • Para homens entre 18 e 30 anos, multiplica-se 15,3 pelo peso e aumenta-se 679;
  • Para homens entre 31 e 60 anos, multiplica-se 11,6 pelo peso, acrescentando-se 879.

As partes da pirâmide alimentar.

Pela ordem da pirâmide, partindo da base, temos 4 partes na pirâmide alimentar:

  • Os energéticos, compostos de pães, arroz, massas e cereais, que nos trazem carboidratos complexos, com vitaminas do complexo B e fibras;
  • Os reguladores, onde encontramos frutas, verduras, hortaliças e vegetais em geral, e de onde conseguimos vitaminas, minerais e fibras;
  • Os construtores, compostos por leites, iogurtes, queijos, carnes, ovos, feijão e nozes, que nos fornecem cálcio, proteínas, vitaminas e minerais;
  • Os energéticos extras, que são as gorduras, óleos e açúcar, trazendo vitamina E, ácidos graxos essenciais, carboidratos e calorias.

Portanto, na base da pirâmide encontramos os alimentos mais ricos em carboidratos, o maior grupo, que deve ser consumido em maior quantidade durante o dia para nos fornecer mais energia.

Logo em seguida temos o grupo das frutas, verduras e legumes, onde encontramos as vitaminas, minerais e fibras que nosso organismo precisa diariamente.

O terceiro nível a partir da base são dos alimentos fontes de proteínas e minerais, com as carnes e leguminosas, leite e seus derivados.

Finalmente, no topo da pirâmide, estão os alimentos que precisam ser consumidos com maior moderação, já que seu excesso pode trazer obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares, entre outras, por serem muito calóricos.


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida.

Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo.

Durante esses anos tenho “corrido” atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida.

Ps.
Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria.

Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário