Atividade física e emagrecimento 1


Mesmo seguindo uma dieta regrada, muitas pessoas sentem uma enorme dificuldade de emagrecer. Quando o cardápio já foi modificado, assimilado, se transformou em rotina diária e, apesar disso, o ponteiro da balança parece não se mover para o lado esperado algo está errado.

atividade física

Imagem cortesia de nenetus em FreeDigitalPhotos.net

Um dos principais obstáculos para a obtenção de resultados satisfatórios é invisível e intocável: as facilidades do mundo moderno e a falta de uma atividade física. Afinal, o comodismo interfere sobremaneira na forma como cada um se comporta ao deslocar para o trabalho ou passar de um andar para o outro dentro de um shopping. É muito fácil lembrar do automóvel, do elevador ou da escada rolante, quando, na verdade, bastaria um mínimo de esforço para ir a pé ao trabalho quando se mora perto ou, vez ou outra, optar pela escada convencional.

O emagrecimento e a melhora na qualidade de vida é consequência de uma vida ativa e de bastante atividade física. 

Simples atitudes cotidianas
Parece que mudanças singelas não surtem efeito. Entretanto, quem pensa em emagrecer deve se lembrar de que as alterações relacionadas ao modo de vida devem acontecer tanto na alimentação quanto na forma e quantidade de movimentos ou exercícios que o corpo passará a realizar a partir de então, deve-se fazer algum tipo de atividade física. Em resumo, não basta comer bem, mas se exercitar cada vez mais e manter um bom ritmo – cada um tem um ritmo ideal.

Atividades extras
O detalhe disso tudo é que a movimentação corporal não deve se limitar à academia de fim de semana, por exemplo, alguma atividade física deve ser constante. De acordo com os especialistas, o recomendável é que o interessado em emagrecer e, principalmente, em manter os resultados angariados deve procurar inserir em sua rotina semanal atividades que possam contribuir para redução da concentração calórica do organismo.
Existem diversas atividades que são consideradas benéficas para a queima de calorias. A lista de possibilidades contém atividades não tão prazerosas como empurrar carrinho de supermercado e subir degraus e outras que causam uma ótima sensação de bem estar como a de praticar sexo e a dançar.
Assim, segundo educadores físicos, o hábito de subir escadas com um periodicidade de 3 vezes por semana e duração de 20 minutos cada são suficientes para diminuir, aproximadamente, 150 calorias em cada vez que o exercício for executado.
Seguindo o mesmo parâmetro, dançar por cerca de 30 minutos contínuos também gera uma redução das mesmas 150 calorias em todos os momentos em que você deixar se levar pela melodia e se expressar corporalmente. E, conforme os especialistas, se você conseguir praticar seus dotes vocálicos e acompanhar a música entoando a letra, conseguirá queimar mais 150 calorias, em média – considerando o mesmo intervalo de 30 minutos.

Sempre em movimento
O importante é, sempre que possível, manter o corpo em movimento. Isso não significa que nunca haverá momentos de descanso, tampouco que você se tornará um “escravo” de alguma atividade física. A intenção é fazer com que coisas simples do cotidiano sejam realizadas de outras maneiras. No início, pode ser um pouco doloroso e difícil. Mas, em questão de dias o corpo já estará acostumado com a nova rotina estabelecida e você efetuará os exercícios, praticamente, de modo automático.

Um complemento
Contudo, os profissionais de Educação Física avisam que, uma vez adotadas, essas novas atividades não devem, em nenhum momento, substituir um programa mais intenso de exercícios que já esteja em andamento, seja feito em academias ou ao ar livre. O objetivo é fazer com que as pessoas encontrem novas formas de complementar a atividade física principal. Isso deve ser ressaltado ainda mais para aquelas pessoas que tenham uma rotina rígida e controlada por um médico e um treinador físico. Dependendo das condições de resistência, pode ser que algo corriqueiro como cantar algumas músicas não seja o ideal para pessoas que, facilmente, apresentem dificuldades respiratórias, por exemplo.


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.


Deixe seu comentário

Um pensamento em “Atividade física e emagrecimento

  • Pingback: Atividade física – o emagrecimento é consequencia | Saúde em alta