Amaranto, mais um grande aliado na perda de peso


Extremamente concentrado em cálcio, fósforo, magnésio, ferro, e proteínas, o amaranto também se destaca pela grande porcentagem de fibras, proporcionando uma grande sensação de saciedade. O alimento também colabora para aprimorar o fluxo intestinal, além de melhorar substancialmente o funcionamento do sistema imunológico.

Principais características e nutrientes do amaranto

Devido à elevada concentração dos aminoácidos essenciais ao pleno funcionamento do organismo, o amaranto tem se tornado cada vais mais frequente no cardápio de pessoas que diminuíram ou interromperam completamente o consumo de carne vermelha. Essa característica também classifica o alimento como uma importante fonte proteica para os praticantes de atividades físicas.
Outro destaque do amaranto se refere à quantidade de cálcio que ele detém, bem superior a de outros grãos e cereais. Um dado interessante do amaranto é que os baixos teores que ele possui de oxalatos, taninos, e ácido fítico faz com que o cálcio proporcionado por ele seja facilmente absorvido pelo organismo.
No entanto, cabe salientar que ele está longe de ser uma fonte substituta do leite, por exemplo. Comparando ambos, a diferença entre eles fica evidente, uma vez que 45 g de amaranto, quantidade diária recomendada, propicia somente 72 mg do referido mineral. Enquanto isso, um copo com cerca de 200 ml de leite apresenta 290 miligramas do mesmo nutriente.
Ao lado do cálcio, fósforo e magnésio também merecem menção, assim como o ferro, mineral que se não for devidamente suprido pode acarretar a chamada anemia ferropriva.
Completam a lista dos principais nutrientes do amaranto o zinco, vitamina C, sódio, vitamina E, e as vitaminas B1 (tiamina), B2 (riboflavina), e B6 (piridoxina).

Os benefícios proporcionados pelo amaranto

Gerencia a pressão nas artérias
O consumo de amaranto interrompe a ação das enzimas que acabam sobrecarregando o nível de pressão nas artérias. Evitar crises de hipertensão é essencial para prevenir problemas graves de saúde, como a doença renal crônica, o infarto, e o AVC (acidente vascular cerebral).

Contribui para o emagrecimento
A ajuda do amaranto para a perda de peso se deve à grande quantidade de fibras, particularmente as solúveis. Como se sabe, elas formam uma espécie de substância gelatinosa no estômago, o que provoca um considerável aumento da sensação de saciedade. Logo, a ingestão regular do grão minimiza a fome, deixando o corpo satisfeito durante períodos mais extensos.

Promove o aumento dos músculos
Em um estudo científico conduzido pela Unicamp, 20 voluntários conseguiram ampliar o volume da massa muscular após passarem 45 dias consecutivos consumindo pipoca de amaranto. O resultado é reflexo da concentração de proteínas do grão, que restaura as microlesões causadas pelas atividades físicas. Esse processo resulta na renovação das células dos músculos.

Ingestão diária recomendada de amaranto
Embora não exista uma tabela precisa indicando o consumo diário ideal de amaranto, a maioria dos nutricionistas costuma aconselhar o consumo de 45 g ao dia, algo equivalente a três colheres (sopa) do grão.

Como ingerir o amaranto
Versátil, existem diversas formas de se consumir o amaranto. Assim, além de poder atuar como um ingrediente substituto da dupla feijão e arroz, o grão ainda pode ser usado para incrementar sopas, pratos cozidos, e saladas.
Conforme descrito na experiência realizada na Unicamp, o amaranto também cai muito bem como pipoca. Para prepará-la, uma colher (sopa) é o suficiente.

Contraindicações quanto ao consumo de amaranto
Por ser um alimento de elevado índice glicêmico, a ingestão de amaranto é contraindicada para os diabéticos, já que essa característica acelera o processo de liberação das moléculas de glicose no sangue. Nessas circunstâncias, o indivíduo fica sujeito a crises de hiperglicemia, além de provocar o aumento da da secreção de insulina, situação que pode culminar no diabetes tipo II.

Riscos atrelados à ingestão em demasia de amaranto
Quando ingerido em excesso, o amaranto acaba comprometendo as funções inerentes aos rins e ao fígado, consequência da elevada concentração de proteínas do grão. Porções exageradas também colaboram para o aumento de peso, pois o amaranto é igualmente rico em carboidratos.
Por esses motivos, todos os que pretendem consumir amaranto devem seguir à risca a dosagem diária recomendada, que é de 45 g, o correspondente a três colheres de sopa.

Leia também:
Cereais e sementes que ajudam a emagrecer
Saiba mais sobre 4 sementes que ajudam a emagrecer
Veja algumas razões para introduzir o painço no seu cardápio
Sementes de chia ajuda no emagrecimento


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida.

Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo.

Durante esses anos tenho “corrido” atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida.

Ps.
Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria.

Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário