7 motivos para você consumir alimentos orgânicos


Os alimentos orgânicos estão se tornando uma febre entre pessoas que buscam um estilo de vida mais saudável. Isto está ligado à preocupação com a grande quantidade de adubos, agrotóxicos e hormônios utilizados para produzir os alimentos que encontramos nos supermercados, tanto de origem vegetal como animal. Será que isso não te lembra a história da Branca de Neve e os sete anões? Maçãs vistosas e irresistíveis, porém com alta toxicidade!

O motivo da indústria agropecuária fazer o uso de insumos é para eliminar pragas (tais como insetos e ervas daninhas) e produzir alimentos cada vez maiores. Então pense: se esses produtos químicos podem matar populações de insetos e plantas, com certeza também não nos fazem bem.

alimentos orgânicos

Por isso, grande parte do apoio ao consumo de alimentos orgânicos, como uma alternativa mais saudável, vem de grupos ambientalistas que são contra o uso de pesticidas e fertilizantes: eles prejudicam o meio ambiente e não se sabe o que podem fazer com a nossa saúde a longo prazo. E, só de saber que um alimento foi cultivado de forma natural, já dá mais tranquilidade para comê-lo, não é mesmo?

Quer saber 7 benefícios do consumo de alimentos orgânicos? Leia e descubra.

Os alimentos orgânicos são mais saborosos

Há um consenso entre as pessoas de que os alimentos orgânicos têm um gosto melhor do que os não-orgânicos. A explicação para isto se deve ao fato de serem cultivados através de meios orgânicos de produção. Além disso, são alimentos geralmente vendidos localmente, resultando na disponibilidade de produtos frescos, que geralmente tem um sabor melhor do que aqueles que foram congelados e transportados por longas distâncias.

Capacidade antioxidante

Foi feita uma série de estudos em relação aos efeitos dos antioxidantes para a saúde e os resultados têm, predominantemente, mostrado que essas substâncias tendem a ter mais impacto quando vêm de alimentos orgânicos.

Isto pode ser devido ao fato de não haver produtos químicos estranhos para interagir negativamente com vitaminas, minerais e compostos orgânicos, que são essenciais para que frutas e vegetais auxiliem na prevenção de doenças como:

  • Câncer,
  • Doenças cardíacas,
  • Envelhecimento precoce,
  • Problemas de visão,
  • E, mau funcionamento do cérebro.

Uma pesquisa recente sugere que a escolha de alimentos orgânicos pode levar ao aumento da ingestão de antioxidantes nutricionalmente desejáveis e reduzir a exposição a metais pesados tóxicos.

Melhoram a saúde do coração

Quanto mais os animais ficam pastando na grama, maiores quantidades de ALC (ácido linoleico conjugado) podem ser encontradas nos produtos de origem animal. O ALC é um ácido graxo benéfico para o coração. Ele é encontrado em maior quantidade no leite materno e na carne de animais criados ao ar livre ou fora de criadouros.

Fortalecimento do sistema imunológico

Nas últimas décadas, os maiores projetos da agricultura e pecuária estão envolvidos com modificações genéticas. Produzir, por exemplo, tomates seis vezes maiores pode soar como uma solução para a fome no mundo, mas há controversas. No entanto, os estudos sobre modificação genética ainda estão em seus estágios iniciais, de modo que os efeitos a longo prazo sobre a saúde humana ainda não são compreendidos.

Em testes com animais, os alimentos geneticamente modificados mostraram uma grande redução na resistência do sistema imunológico, o aumento da mortalidade prematura, bem como certas disfunções sexuais, tipos de câncer e sensibilidade aos alérgenos. Embora existam algumas coisas boas sobre alimentos geneticamente modificados, os defensores dos alimentos orgânicos apontam para a falta de detalhes concretos sobre os efeitos a longo prazo.

Diminuição da resistência a antibióticos

Quando tomamos doses altas do mesmo antibiótico ou por muitas vezes (para infecção urinária, por exemplo), as bactérias tendem a se tornar resistentes e, consequentemente não é mais possível curar aquela doença com o mesmo antibiótico (esse é um dos motivos pelos quais os antibióticos não são mais vendidos sem receita no Brasil). Ou seja, os antibióticos enfraquecem o sistema imunológico.

Queremos chegar no seguinte ponto: As fontes de alimentos não orgânicos, especialmente os criadores de animais para abate, também administram antibióticos em seus animais. Então, se você não ingere esses medicamentos diretamente, ao consumir alimentos não orgânicos está ingerindo produtos tratados com antibióticos. O que não ocorre com os orgânicos.

Promovem o bem-estar animal

O bem-estar animal é um aspecto importante da produção de leite orgânico, carne orgânica, avicultura orgânica e peixes orgânicos. As pessoas se sentem melhores em saber que os animais não estão confinados a uma vida miserável vivendo em jaulas quando elas comem produtos derivados de animais orgânicos, já que infelizmente eles terão de ser abatidos.

Garantem a segurança ambiental

Como substâncias químicas nocivas não são utilizados na agricultura biológica, há mínima poluição do solo, do ar e da água, garantindo assim, um mundo mais seguro e mais sustentável para as futuras gerações.

Como você pôde ver, o consumo de alimentos orgânicos pode trazer benefícios não só para a sua saúde, mas também para os animais e o meio ambiente. No entanto, um ponto negativo desses alimentos é que eles ainda são produzidos em pequena escala, ou por pequenos produtores, o que faz com que seu preço saia um pouco mais alto. Porém, diante de tantos benefícios, pode valer a pena gastar um pouco mais.

E então, o que você achou? Deixe seu comentário e compartilhe o texto em suas redes sociais para que mais pessoas possam buscar uma vida mais saudável!


Sobre Lilian Silva

Bióloga e apaixonada pela escrita, estou sempre em busca de informações úteis as quais possam ser reunidas em textos que ajudem as pessoas.

Deixe seu comentário