PROPED: a importância da atualização dos conhecimentos na pediatria

Se as crianças e os adolescentes representam o futuro de uma nação, certamente, a oferta de saúde para esse público deve ser enfatizada. Diante dessa premissa programas como PROPED (Programa de Atualização em Terapêutica Pediátrica) merecem a atenção dos profissionais. O mundo demanda cuidados atualizados para atender às demandas de saúde que se apresentam. Talvez, nunca foi tão importante manter os conhecimentos na área alinhados com a modernidade.

Afinal, ainda estamos no processo de superação de uma pandemia que pegou a todos de surpresa e exigiu resposta rápida das autoridades em saúde. Médicos, enfermeiros e todo tipo de profissional foram altamente requisitados, bem como a atualização dos conhecimentos se fez presente. 

Lembre-se de quem nunca antes na história, a ciência relacionada à saúde se mostrou tão sob os holofotes do protagonismo quanto agora. Não é que a humanidade tenha evitado situações ainda piores no passado, mas as ferramentas e recursos são outros e mais eficientes. Repare no tempo recorde com o qual uma vacina foi produzida e distribuída para o planeta inteiro. Bilhões de doses já foram aplicadas e outras mais continuarão. 

Muito embora várias barreiras tenham sido transpostas, diversos obstáculos ainda podem surgir no caminho. Vale a pena ter uma noção do cenário no qual a pediatria está inserida para saber como lidar com as situações que podem ocorrer ainda nos próximos anos. Isso porque crianças e adolescentes vítimas do vírus apresentam sequelas e podem permanecer com elas durante muito tempo ainda. Além disso, a atualidade evidenciou a urgente demanda de precauções para novas circunstâncias futuras que porventura coloquem em risco a saúde da população global, seja de menores, adultos e/ou idosos. 

PROPED ajuda a lidar com atendimento de questões básicas até as mais complexas

Claro que a pandemia está longe de ser o único desafio presente na atualidade. Dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) enfatizam a necessidade da atenção para os menores de 18 anos. Afinal, o Brasil apresenta taxa de desnutrição crônica entre menores de 5 anos equivalente a 7%. Em outras palavras, são quase 4 milhões de crianças que sofrem com a fome no país. Os números ainda variam, e atingem quase 79% das crianças quando analisadas apenas as populações ianomâmis, por exemplo.

O Brasil conseguiu, ao longo das últimas décadas, reduzir a taxa de mortalidade infantil. Na década de 1990, o país perdia 47,1 crianças para cada 1 mil recém-nascidos vivos. Hoje, esse número encontra-se perto de 13, com poucas variações anuais.

No entanto, alguns outros dados acendem sinal de alerta para a saúde pediátrica, principalmente para quem busca se atualizar utilizando alguma ferramenta como o PROPED. A porcentagem de vacinação demonstrou queda nos últimos anos. O Brasil chegou a vacinar mais de 98% das crianças contra a poliomielite e mais de 96% com a tríplice viral. Em 2019, essas porcentagens caíram para 79,42% e 91,57%.

PROPED: profissionais devem se manter em constante atualização

Todos os dados apresentados acima são apenas alguns entre muitos que demonstram um futuro cheio de complexidades pediátricas. Ainda é preciso ressaltar novamente que a covid-19 deixará um legado de vários pacientes com sequelas, as quais ainda não se sabe ao certo como irão evoluir no decorrer do tempo. Seguramente, a procura por profissionais capacitados para as questões atuais continuará em crescimento exponencial.

O mais desafiador dessas histórias está no fato de situações inusitadas podem e devem ser concebidas diante disso. Em outras palavras, o PROPED e outros programas congêneres são vitais para a eficácia de uma gama enorme de profissionais e áreas de atuação.

Vale ter em mente que os primeiros mil dias da vida de qualquer ser humano são os mais decisivos em matéria de saúde. Ou seja, os 3 primeiros anos são aqueles nos quais o corpo e a mente se desenvolvem com mais velocidade e de maneira crítica. Os acontecimentos que permeiam a primeira infância ditam como será boa parte da vida adulta de cada indivíduo.

Por isso, a pediatria deve ser reconhecida cada vez mais como uma das áreas fundamentais nos cuidados do ser humano. A atenção pediátrica precisa de profissionais comprometidos e que demonstrem conhecimento aprofundado, por meio do PROPED e dos estudos complementares que cada um desenvolve em sua carreira.