Principais tipos de dor de garganta e receita caseira para aliviar!

Muita gente faz confusão ao pensar que a dor de garganta é uma doença. Não, ela não é. A dor de garganta na verdade é um sintoma – o qual vale salientar; provoca muita dor e desconforto.

Compreendendo a dor de garganta

Dor de garganta

Imagem cortesia de marcolm em FreeDigitalPhotos.net

Causas e tipos mais comuns
Normalmente a dor de garganta é causada por infecções virais e bacterianas. Eventualmente, algumas doenças que afetem a região também poderão provocá-la. As principais infeções virais são a faringite, amigdalite e laringite, já as bacterianas. Vamos conhecer cada uma delas e seus respectivos sintomas:

Faringite

A faringe nada mais é do que a parede localizada ao final da boca. A faringite pode ser provocada pela infecção viral e, se o organismo não responder adequadamente, ou, não houver medicação, as bactérias podem aproveitar-se da oportunidade e infectar as amígdalas, causando uma amigdalite (infecção das amígdalas). A sinusite e o refluxo também podem resultar em uma faringite e, consecutivamente, dores de garganta. Portanto, fique atento!
Sintomas:
• Vermelhidão no fundo da boca
• Aftas
• Mal estar
• Dor ao ingerir alimentos
• Dor ao falar e bocejar
Quando a infecção é bacteriana há a presença de pus.
Os sintomas normalmente são tratados com analgésicos e antitérmicos. Em caso de persistência dos sintomas, o médico deverá ser consultado, pois, é comum a necessidade do uso de antibióticos e somente o médico está habilitado para avaliar o caso e diagnosticá-lo. Lembre-se sempre disso!

Laringite

A laringe fica na região do pomo de adão, próximo as cordas vocais onde é emitida a nossa voz. Ela não pode ser detectada a olho nu como no caso da faringe. Comumente as infecções na laringe são virais.
Sintomas:
• Dor local
• Rouquidão
• Tosse seca
O tratamento é praticamente o mesmo indicado para a faringite. No caso dos sintomas persistirem por mais de uma semana, não hesite e procure um médico!

Amigdalite

É a inflamação das amigdalas e a infecção pode ser tanto viral quanto bacteriana. Se houver pus, é certo que a infecção é bacteriana.
Sintomas:
• Dor intensa ao ingerir alimentos
• Mal-estar
• Febre
• Indisposição

Aspectos importantes
As infecções virais tendem a ter um ciclo normalmente de até quatro dias. Já as bacterianas podem se prolongar e para tratá-las os médicos fazem uso de antibióticos. Ao persistirem os sintomas, procure um médico. Afinal, existem outras doenças que podem causar dor de garganta, principalmente se você fuma e bebe regularmente.

O Refluxo e a sinusite tendem a machucar a região da garganta. Portanto, se você possuí-los deve tratá-los. Isso auxiliará a sua saúde de maneira geral. Respirar pela boca resseca e machuca as mucosas, provocando irritação. O correto é respirar pelo nariz.

Hábitos saudáveis e atividades físicas são importantíssimos para o aumento da imunidade do nosso corpo, aliados a cuidados com a saúde bucal. Nossa boca é a maior porta de entrada para vírus e bactérias. O uso de fio dental e escovação correta ajudam a eliminar parte da presença desses agentes externos, diminuindo assim as chances de infecções.

Receita caseira para aliviar a dor de garganta e acelerar a recuperação:

Houve um estudo há cerca de dez anos (2005) em que pesquisadores acompanharam 400 indivíduos (que não estavam com infecções) durante o período mais propício para as gripes e resfriados atacarem. Uma parte desses participantes seguiu o protocolo de fazer gargarejos com água morna e sal 3 vezes ao dia. O resultado? Os participantes que seguiram o protocolo tiveram 40% menos infecções respiratórias do que os demais. E quando o participante apresentava infecção os sintomas atrelados ao sistema respiratório eram mais leves.

Segundo especialistas, o gargarejo com solução salina é capaz de retirar o excesso de fluídos que se acumulam na garganta do paciente, além de soltar o muco mais denso, o que tende a melhorar a respiração. Juntamente com o mudo parte das bactérias e vírus e demais bióticos prejudiciais à saúde tendem a ir embora também.

O ideal é que para um copo d’água morna seja dissolvido meia colher de sal. O gargarejo deve ser realizado por alguns segundos e a água cuspida logo em seguida. Esse processo deve ser repetido algumas vezes e o gargarejo pode ser feito várias vezes durante ao dia, de modo que tenderá a te ajudar contra a tão temida dor de garganta.

Veja também:
Alimentos que ajudam a melhorar o sistema imunológico
Ervas medicinais – como utilizar
DICAS PARA ALIVIAR A DOR NA GARGANTA

Deixe seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE