Está com tireoide? Ainda bem! Todos estamos. A tireoide é um órgão e não uma doença


Diferente do que muitos pensam, a tireoide não é uma doença crônica ou um problema de saúde, mas sim um órgão de nosso corpo.  O desequilíbrio da tireoide causa o hipertireoidismo e o hipotireoidismo, que estas sim, são os nomes das consequências desenvolvidas pelo seu mau funcionamento.

A tireoide, também conhecida como tiroide (os dois termos são corretos), é uma glândula que está localizada em nosso pescoço e seu mau funcionamento causa problemas em todas as partes do corpo, das unhas do pé ao cérebro.

Exatamente devido a essa importância para nossa saúde, dividimos este artigo em 3 tópicos:
1 – Doenças da tireoide
2 – Sintomas do hipertireoidismo e do hipotireoidismo
3 – Tratamentos para doenças da tireoide

#1 – Doenças da tireoide

Toda doença relacionada à tireoide é causada por tipos de enfermidades chamadas “doenças autoimunes”. De forma bem grosseira, as doenças autoimunes são geradas pelo nosso próprio sistema imunológico. Este interpreta que “tal órgão” necessita de ajuda ou está nos prejudicando e começa a ataca-lo com anticorpos, estimulando ou inibindo seu funcionamento.

A diabetes é uma delas! Um diabético do tipo 1 gera anticorpos contra o pâncreas inibindo a produção de insulina. Por outro lado, a hipoglicemia ocorre quando o pâncreas é estimulado a produzir mais insulina, assim diminuindo o nível de glicose do sangue.

Na tireoide a lógica é a mesma, só que as doenças neste órgão não são tão famosas quanto às do pâncreas ou da pele (como o vitiligo). As duas mais convencionais são:

– No hipotireoidismo: A Tireoidite de Hashimoto.
– No hipertireoidismo: A Doença de Graves.

No primeiro caso, o corpo ataca diretamente a tireoide matando gradativamente suas células. É muito mais comum em mulheres do que em homens.

Já no segundo caso, o corpo produz anticorpos que atacam nossos receptores naturais (TSH) dos hormônios da tireoide, assim estimulando esta a produzir mais desses hormônios.

#2 – Sintomas do hipertireoidismo e do hipotireoidismo

Como a tireoide é responsável pelo desenvolvimento e bom funcionamento de todo nosso organismo, os sintomas são parecidos, porém inversamente proporcionais. Vamos abordar separadamente os principais sintomas, para que você entenda melhor:

No hipertireoidismo temos:

  1. Diarreia
  2. Tremedeira, principalmente nas mãos e nos olhos.
  3. Perda de peso
  4. Insônia
  5. Ansiedade
  6. Inflamação no pescoço (o famoso bócio)
  7. Aceleração considerável dos batimentos cardíacos

No hipotireoidismo temos:

  1. Dificuldade de ir ao banheiro
  2. Queda de cabelos
  3. Ganho de peso
  4. Sono mais pesado que o normal
  5. Cansaço extremo
  6. Inflamação no pescoço (o famoso bócio)
  7. Diminuição no suor

Estes sintomas são bem parecidos não são? Alguns literalmente e outros levemente proporcionais. Existem mais sintomas relacionados com a disfunção da tireoide, bem como doenças, mas esses são os mais comuns.

Por que abordar os mais comuns e não todos? Pelo simples fato de 9 em cada 10 pessoas não apresentarem sintomas diferentes destes.

#3 – Tratamentos para doenças da tireoide

É sempre recomendável fazer uma consulta com um endocrinologista para o diagnóstico correto de qual doença possui, pois além das duas citadas existem diversas outras doenças, não comuns, relacionadas à tireoide.

Vamos dividir o tratamento em dois também, tudo bem?
No caso do hipertireoidismo, uma em cada 3 pessoas consegue fazer o tratamento através de remédios e depois de alguns anos recuperar-se totalmente do hipertireoidismo. Existem outros dois tratamentos que dão bons resultados, porém são mais agressivos:

  1. Cirurgia
  2. Tratamento a base de radiação

Já o tratamento do hipotireoidismo é para sempre. Sim, não existe cura ainda, apenas controle. Como o hipotireoidismo é a falta de hormônios, a reposição e controle desses hormônios são fundamentais para uma vida sem maiores complicações.

Caso ainda reste alguma dúvida, teremos o prazer em debater sobre este tema contigo!


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida.

Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo.

Durante esses anos tenho “corrido” atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida.

Ps.
Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria.

Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário