O que você precisa saber sobre a sífilis?

O que você precisa saber sobre a sífilis?A sífilis é uma doença transmitida sexualmente (uma DST) e muito perigosa durante a gravidez. Ela pode passar para o bebe e causar sérios danos cerebrais, além de deformações. Atualmente, ao contrário do que se espera, houve um aumento de casos da doença entre os brasileiros.
Os casos de sífilis tiveram um aumento recente em nosso país. Como evitar essa doença? Saiba mais.

Neste artigo, você irá saber as causas, os sintomas, formas de tratar e evitar essa temida doença.

Como a sífilis é contraída?

A sífilis é causada por uma bactéria chamada Treponema pallidum. Ela entra no corpo através de pequenas escoriações, quase sempre durante a relação sexual. Também pode ser contraída pelo contato com outras lesões infecciosas da pele e membranas mucosas. Além disso, a sífilis pode passar de mãe para filho durante o parto.

Como a doença evolui?

Tipicamente, a lesão inicial é uma ferida chamada cancro, que aparece no local de primeiro contato com a bactéria, aproximadamente, três semanas após a infecção. Essa ferida pode ser grande e dramática ou uma pequena pápula, pouco perceptível.

O cancro é indolor e logo corrói sua pele formando uma úlcera rasa. Algumas pessoas desenvolvem vários cancros. Essas feridas se curam dentro de algumas semanas, mesmo sem tratamento. Mas a infecção permanece viva no corpo e rapidamente se espalha.

Dentro de algumas semanas ou meses, se a lesão inicial não for tratada, o portador da doença pode desenvolver sintomas como:

  • Dor de cabeça;
  • Dor de garganta;
  • Dores musculares e nas articulares;
  • Inchaço dos gânglios linfáticos;
  • E febre baixa.

Além disso, normalmente se desenvolve uma erupção, cobrindo grande parte das membranas mucosas e pele, especialmente na palma das mãos e sola dos pés.

A maior parte das pessoas procura atendimento médico neste momento. Mas se não for tratada, a doença entra em um longo período de latência (ou seja, ela fica adormecida), durante o qual não há sinais ou sintomas clínicos na maioria dos casos.

Há qualquer momento, de um a cerca de 30 anos mais tarde, o doente pode entrar no estágio final. Nesse estágio, qualquer órgão do corpo pode ser afetado, podendo causar graves danos ao coração, à artéria aorta e ao cérebro.

Como é diagnosticada e tratada a sífilis?

Existem vários métodos para o diagnóstico da sífilis, mas o mais comum é por exame de sangue.

Já no caso do tratamento, a penicilina tem sido um antibiótico eficaz para a sífilis em todas as fases, pois a bactéria não parece ter desenvolvido uma resistência a esse remédio.

A intensidade e a duração do tratamento, variam de acordo com o avanço da doença. Para os pacientes alérgicos à penicilina, existem outras alternativas de antibióticos.

Qual é a melhor forma de prevenir a sífilis?

Uma das principais causas do aumento dos casos de sífilis é a falta do uso de preservativos nas relações sexuais. Não existe vacina para a sífilis. Então a melhor maneira de prevenir é adotando práticas sexuais mais seguras.

Parceiros de uma pessoa infectada que foram expostas no prazo de 90 dias devem ser tratados como se tivessem a doença, mesmo que seu exame de sangue dê negativo. Todas as pessoas infectadas e seus parceiros também devem fazer o teste para a infecção pelo vírus HIV.

Então, como você pode ver, algo que seria simples de evitar está sendo ignorado por muita gente. A sífilis é uma doença séria e com graves consequências, por isso não deve ser ignorada. Preserve-se!

No próximo sábado falaremos sobre: Microcefalia

Deixe seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE