Veja 6 formas alternativas de ingerir proteína sem comer carne

Potes de grãos - Fontes alternativas de proteínaSendo a fonte mais popular de proteína existente e a preferida de muitos, nem sempre a carne vermelha consegue adeptos, já que algumas pessoas lutam para encontrar meios alternativos para suprir o organismo com esse importante elemento. Na verdade, quando se fala em proteína, os primeiros alimentos da lista de quase todo mundo são: carne e ovos.

Felizmente, o planeta não nos limita a apenas duas opções. Brotos, cogumelos, quinoa, por exemplo, também devem e merecem ser lembrados durante as compras. Na sequência, conheça valiosas alternativas para que nunca falte a quantidade ideal de proteína no seu corpo e tenha uma vida mais saudável e diversificada.

Fontes alternativas de proteína

Os ovos

É claro que, depois da carne vermelha, a primeira opção natural é ir em busca dos ovos. A escolha é certeira, uma vez que os ovos são tratados como uma espécie de substitutos naturais da carne – no que concerne à proteína. De acordo com os nutrólogos, um ovo de galinha pode conter cerca de 9 gramas de proteína.
Entretanto, é preciso ficar atento ao modo de preparo. Ovos fritos em quantidades excessivas de óleo estão totalmente fora de cogitação. Por outro lado, sempre é possível preparar um ótimo omelete ou consumir o ovo em sua versão cozida. Neste ponto, existe certa polêmica, já que alguns especialistas orientam a nunca comer a gema mole, enquanto outros alegam que um ovo muito cozido tende a perder as propriedades de suas vitaminas.

Os grãos

Para obter um cardápio balanceado e rico em proteína, outra ótima opção são os variados tipos de grãos. Nem é preciso muito esforço para adotá-los na dieta, pois os principais já são bem conhecidos pelos brasileiros: feijão com arroz. Juntos, ambos proporcionam boas doses de proteínas e ajudam a diversificar os alimentos dispostos na mesa. Todavia, não se restrinja ao óbvio e lembre-se que o milho, a lentilha e a ervilha também são boas fontes proteicas.
Por fim, os grãos também chamam a atenção devido à sua elevada concentração em fibras, que além de aprimorar o fluxo digestivo ainda promove a ampliação da saciedade.

Os cogumelos

Uma das vantagens de se adotar o consumo de cogumelos é a sua intensa diversidade. O mais curioso é que, segundo os nutricionistas, 100 g do alimento corresponde à mesma concentração em fibras de uma idêntica porção de carne bovina.
O cogumelo pode vir à mesa três vezes durante a semana. O alimento é rico em nutrientes responsáveis por aperfeiçoar as habilidades de defesa do organismo. A única ressalva é em relação ao consumo combinado com molho de soja, que deve ser ingerido com parcimônia devido ao excesso de sódio.

A soja 

Polêmica, a soja surge nas mais variadas formas. Seja como for, os especialistas recomendam consumi-la somente uma única vez durante a semana. E mesmo assim, deve-se deixá-la imersa em água por cerca de 24 horas antecedentes ao consumo. Depois, a soja deve passar por um processo de cozimento intenso. Segundo os especialistas, esses cuidados ajudam a preservar as proteínas e demais nutrientes contidos pelo alimento. (Veja diferentes formas de se consumir a soja)

O Admne

Versão mais “jovem” da soja, a tradicional vagem não possui as mesmas restrições da soja e pode compor o cardápio durante toda a semana. Excelente fonte de mineiras e, principalmente, proteínas, o edamane mantém as propriedades desses elementos em sua versão crua e cozida. Deve-se ter cuidado apenas com relação ao tempo de cozimento, pois o alimento ainda deve permanecer crocante após o término.

As sementes 

Finalmente, as sementes não devem ser descartadas. O grande destaque é a chia, uma variedade de sementes importante para o emagrecimento e manutenção do peso devido à elevada concentração de fibras e boa concentração de proteínas. Além disso, a chia é reconhecida como uma das melhores fontes de ômega-3.
Outras alternativas de sementes são as de abóbora, pistache, girassol e amêndoas. Repletas de nutrientes como magnésio e potássio, jamais devem ser ingeridas em versões industrializadas. (Saiba mais sobre 4 sementes que ajudam a emagrecer)

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE