Saiba mais sobre a eficácia de um bom programa de emagrecimento


As estatísticas demonstram que as pessoas que tentam emagrecer sozinhas sem a ajuda de um programa de emagrecimento têm muita dificuldade para conseguir atingir as metas desejadas. Já aqueles que possuem o auxílio de profissionais ligados à alimentação saudável emagrecem de maneira mais uniforme e ainda perdem alguns quilos a mais.

O que é preciso saber antes de começar um programa de emagrecimento?
{Kit Emagrecimento Giovana Guido}

programa de emagrecimentoEm um experimento realizado pela Faculdade de Medicina de Baylor, Estados Unidos, foram reunidos 300 voluntários, por sua vez divididos entre aqueles que receberam orientação e planejamento alimentar, preparado por nutricionistas, e os demais, que apenas receberam informações gerais sobre o assunto, mas sem o favorecimento de um plano voltado para a perda de peso.
Ao término da pesquisa, que durou um semestre, os membros do primeiro grupo conseguiram perder 4,5 kg, três a mais do que os integrantes do segundo, que emagreceram apenas 1,5 kg no mesmo período. Os resultados são bem enfáticos e ajudam a esclarecer a importância de acompanhamento de nutricionistas durante um programa de emagrecimento.
Na sequência, fique por dentro dos três hábitos mais recomendados pelos nutrólogos para que resultados como o exposto acima sejam auferidos, além da diferença entre ter e não ter acompanhamento profissional.

A alimentação não deve ser feita de maneira restritiva
Infelizmente, o conceito de que as únicas dietas bem sucedidas são aquelas que induzem o indivíduo a passar por grandes restrições alimentares ainda permanece vivo nas mentes de muitas pessoas.
Na verdade, os nutricionistas ressaltam que fazer dieta é manter um conjunto de escolhas, e que o processo se torna muito mais fácil e fluido quando o indivíduo tem à sua disposição alimentos que ele aprecia. A diferença, é que o nutricionista elabora um plano alimentar que regula as porções dos alimentos preferidos, mesclando-as com outros alimentos que são imprescindíveis para superar as expectativas de quem pretende emagrecer.

Dormir bem é primordial também para bom programa de emagrecimento

Para comprovar os dizeres deste intertítulo, basta mencionar uma pesquisa conduzida pela Universidade de Chicago, Estados Unidos, a qual constatou que as pessoas que dormem bem e por períodos prolongados (entre seis e oito horas de sono), chegam a eliminar mais de 50% a mais de gordura em comparação com aquelas que dormem mal e de maneira fragmentada.

O resultado do estudo impressiona e enfatiza a atenção que todos devem dedicar ao momento de descanso. Tecnicamente, a relevância do sono para a perda de peso se explica pela produção de leptina, hormônio incumbido de gerenciar a saciedade. Como ele é produzido durante o sono, quem dorme pouco e mal tende a possui quantidades insignificantes de leptina. Desse modo, essas pessoas ficam propensas a sentirem fome quase o tempo todo, não importa o quanto comam.

Fazer refeições em intervalos de três horas não é mito
De uns tempos para cá, têm surgido algumas pessoas alegando que o tal intervalo de três horas entre cada refeição não passa de mito. Esses indivíduos não possuem qualquer embasamento científico, ou seja, o que propalam aos quatro cantos é baseado no “achismo”, algo bem perigoso quando se fala em saúde.
Evidentemente, cada organismo tem uma história para contar, com metabolismos de velocidades totalmente diferentes. Então, é lógico que existem sim pessoas que se alimentam de maneira equivocada, em horários desregrados (quando sentem fome), e mesmo assim não engordam. Contudo, isso está longe de significar que essas pessoas são saudáveis. Magreza não é sinônimo de boa saúde, e tentar imitar o ritmo de vida dessas pessoas visando ficar tão magras quanto elas não passa de pura ilusão.
É por tudo isso que a ajuda de um programa de emagrecimento elaborado por um nutricionista é o mais recomendável. Quem tem problemas com metabolismo não irá conseguir solucioná-los apenas através de remédios e sem horários específicos para se alimentar. É preciso conhecer e respeitar as peculiaridades de cada organismo. E é pensando em tudo isso que o nutricionista cria e aplica os planos alimentares. Esse profissional ajuda as pessoas a compreenderem melhor seus desejos alimentares e, essencialmente, a controlá-los. Em resumo, para cada escolha que se faz ao montar um prato existe um motivo, e cabe ao nutricionista explicá-lo e fornecer alternativas não apenas saudáveis, mas igualmente saborosas.

Leia também:
Veja como mudar seus hábitos alimentares para emagrecer com saúde
Cereais e sementes que ajudam a emagrecer
Por que temos que comer de três em três horas? Veja um artigo sobre isso


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida.

Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo.

Durante esses anos tenho “corrido” atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida.

Ps.
Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria.

Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário