Veja as principais causas e como tratar as anemias


As anemias são caracterizadas pela falta de hemoglobina no sangue, isto é, falta de células vermelhas, o que diminui a capacidade destas de levar oxigênio para os órgãos e tecidos. A hemoglobina transporta o oxigênio no sangue e precisa estar em quantidade suficiente para garantir a oxigenação de todo o organismo.

principais causas e como tratar as anemiasVeja aqui as principais causas e como tratar as anemias! A anemia é uma doença que pode ser temporária ou persistente, é uma condição na qual o sangue tem um baixo número de células vermelhas, ou quando essas células estão com baixa quantidade de hemoglobina que é uma proteína que ajuda as células vermelhas do sangue a transportar oxigênio dos pulmões para o resto do corpo.

As anemias podem não ser detectadas em muitas pessoas, apresentando sintomas vagos, como fraqueza, fadiga, falta de ar, ou chegando, em casos mais graves, a apresentar palpitação e excesso de transpiração, podendo levar pessoas mais fracas, como os idosos, a falhas cardíacas. Nos casos mais extremos, a palidez da pessoa é uma característica da anemia.

Existem tipos diferentes de anemias, sendo esta a doença mais comum que afeta o sangue, sendo classificada pelo tamanho da célula hemoglobina, que pode estar reduzida, normal ou aumentada, levando nomes como microcítica, normocítica ou macrocítica, também denominada megaloblástica.

Como diagnosticar as anemias

O diagnóstico da anemia só pode ser feito através de exame de sangue, quando é feita a contagem da hemoglobina. O exame de sangue possibilita, além da contagem, a medição do tamanho das células vermelhas, um fator essencial para distinguir suas causas.

Além do exame da contagem, o diagnóstico pode ser feito através de exames para verificar os níveis de glicose, de ferritina e da função renal, havendo também a classificação do tamanho das células, que podem dar as razões para a anemia, ou diagnósticos mais específicos, quando o exame das células brancas anormais podem apontar a causa da anemia para a medula óssea.

O que é anemia microcítica

A forma mais comum de anemia é aquela causada por deficiência de ferro no organismo, apresentando células menores do que o normal, chamadas de microcíticas. A anemia microcítica também pode ser causada por talassemia e hemossiderose, que são casos mais raros.

A anemia por deficiência de ferro acontece quando a alimentação não é suficiente para manter os níveis dessa substância no organismo. O ferro é essencial para a hemoglobina e seus níveis baixos impedem o crescimento e a oxigenação do sangue. A anemia por deficiência de ferro é comum nas mulheres antes da menopausa, principalmente devido à perda de sangue durante a menstruação.

Deficiência de ferro pode causar queda no aprendizado escolar e redução de capacidade intelectual, devendo haver monitoramento no caso de seu diagnóstico para suprir esse mineral no organismo.

O que é anemia normocítica

A anemia normocítica, quando as células vermelhas são normais, pode ser causada por perda de sangue ou falha na produção necessária de células vermelhas. Essa condição pode ser provocada por problemas renais e hepáticos, devido à redução de produção de um hormônio chamado eritropoietina.

Outras deficiências hormonais também podem provocar a anemia normocítica, como a falta de testosterona. Em alguns casos pode surgir a anemia sideroblástica, que é causada pela produção anormal de hemoglobina em consequência de tumores malignos no sangue, ou seja, da leucemia aguda.

A anemia normocítica pode ter uma variante: a anemia aplástica, quando a medula óssea não consegue produzir a hemoglobina, sendo um tipo muito mais raro, mas que progride rapidamente.

O que é anemia macrocítica

A anemia macrocítica é causada pela deficiência de vitamina B12 no organismo. A vitamina B12, também conhecida como ácido fólico, é responsável pela normalidade do sistema neurológico. O alcoolismo pode causar a anemia macrocítica.

As principais causas das anemias são:

  • Sangramento: ocorre quando existe uma grande perda de sangue através de sangramento por feridas internas, como úlceras, ou ferimentos externos.
  • Deficiência de ferro: a medula óssea que produz os glóbulos vermelhos precisa de ferro, este elemento desempenha um papel importante na formação da hemoglobina. Se a ingestão de ferro é inadequada, pode ocorrer uma anemia.
  • Problema renal: a doença renal, terminal ou crônica leva a diminuição na produção de um hormônio que ajuda a medula óssea a produzir as células vermelhas do sangue, diminuindo a produção destas células, ocorre a anemia.
  • Má nutrição: vitaminas e minerais são essenciais para formar as células vermelhas do sangue. A vitamina B12 e o ácido fólico, por exemplo, são necessários para a produção adequada de hemoglobina. A deficiência de qualquer um destes pode causar anemia devido a uma produção inadequada de células vermelhas no sangue.

    anemias

    Imagem cortesia de tigger11th em FreeDigitalPhotos.net

  • A anemia perniciosa: algumas pessoas podem ter problemas no estômago ou no intestino que conduzem à má absorção de vitaminas. Isto pode levar a uma deficiência de vitamina B12, causando uma anemia chamada de “anemia perniciosa”.
  • Anemia falciforme: algumas pessoas apresentam um problema genético que leva a uma má formação da hemoglobina. Nesta condição, a hemoglobina anormal pode causar problemas na integridade da estrutura de glóbulos vermelhos tornam-se células falciformes. Existem diferentes tipos de anemia falciforme, com diferentes níveis de gravidade.
  • Alcoolismo: o álcool pode ser tóxico para a medula óssea e esta, por sua vez, pode diminuir a produção de glóbulos vermelhos. Isto pode levar os alcoólatras à desenvolverem a anemia.
  • Outras doenças: qualquer condição médica a longo prazo pode levar a anemia. O mecanismo exato desse processo ainda é desconhecido, mas o que se sabe é que uma infecção crônica ou um câncer pode causar algum tipo de anemia.
  • Causas menos comuns: incluem problemas de tireoide, câncer, doenças do fígado, doenças autoimunes (lúpus), AIDS, malária, a hepatite viral e exposição a inseticida.

Como tratar as anemias?

Agora que você já sabe as principais causas é hora de descobrir como tratar anemias. A maioria dos tratamentos para anemias são simples e fácil de seguir, veja abaixo essa tabela de tratamento.

Tipo de anemia Como tratar

Sangramento

Para o seu tratamento é necessário pressionar o local para estancar o sangue, até que chegue o socorro necessário.

 Deficiência de ferro

O tratamento para esta forma de anemia geralmente envolve a ingestão de suplementos de ferro e fazer alterações à sua dieta, incluindo alimentos ricos em ferro como: beterraba, feijão, lentilha, espinafre, carne vermelha e outros.

 Outras doenças

Neste caso a única alternativa mais viável é tratar a doença de base que pode estar causando uma anemia. Se os sintomas se tornarem graves, talvez uma transfusão de sangue seja o mais indicado.

 Problema renal

Neste caso também a alternativa mais viável é tratar a doença de base que pode estar causando uma anemia. Se os sintomas se tornarem graves, talvez uma transfusão de sangue seja o mais indicado.

 Má nutrição

Neste caso mudanças radicais na dieta é o melhor tratamento. Inclua na alimentação verduras verdes escuras e alimentos ricos em ferro e diminua o consumo de alimentos ricos em açucares e gorduras.

 Anemia perniciosa

Neste caso o tratamento para a deficiência de ácido fólico e vitamina C envolve suplementos alimentares e o aumento desses nutrientes em sua dieta.

 Anemia falciforme

O tratamento pode incluir a administração de oxigênio, medicamentos para aliviar a dor. Os médicos também podem recomendar transfusões de sangue, suplementos de ácido fólico e antibióticos.

 Alcoolismo

Neste caso basta diminuir o consumo de álcool ao máximo.

Se você gostou das informações compartilhadas nesse post, compartilhe agora mesmo com seus amigos. Não se esqueça de deixar seu comentário, pois ele é muito importante para sempre estarmos criando um conteúdo relevante para você!


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida.

Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo.

Durante esses anos tenho “corrido” atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida.

Ps.
Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria.

Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário