Veja as principais causas para o surgimento da caspa, saiba como se prevenir e tratar o problema


A caspa é um problema que afeta mais de 30% da população brasileira, e não é um problema que afeta unicamente o sexo masculino. Mulheres também possuem caspa, embora em proporção ligeiramente menor que os homens. Enquanto 52% dos homens se queixa de caspa pelo menos uma vez por ano, 48% das mulheres possuem períodos de caspa no mesmo período de tempo. Além do mais, a caspa não escolhe o tipo de cabelo, podendo atingir tanto cabelos secos quanto oleosos.

Como se forma a caspa

caspaNosso couro cabeludo é a continuidade da pele que recobre nosso corpo todo e, da mesma forma que a pele, também descama em virtude da perda de células mortas, com sua substituição por novas células.

A descamação acontece o tempo todo, embora não percebamos e, no couro cabeludo, pode ocorrer descamação mais fina, que não é vista como caspa. Ou melhor, praticamente nem é percebida, sendo eliminada com a lavagem do cabelo.

Quando, porém, uma pessoa perde pedaços maiores de pele, com flocos mais brancos, cria-se no couro cabeludo uma inflamação denominada dermatite seborreica, ou seja, a caspa.

A caspa pode aparecer devido a muitos fatores, incluindo o clima seco que ocorre no outono e no inverno, ou pode ser proveniente de estresse, já que o estímulo nervoso faz com que as células se dividam mais rapidamente.

Em mulheres, a descamação também pode ser provocada por alterações nos hormônios sexuais, ou alterações nas glândulas suprarrenal e na tireoide.

Depois do seu aparecimento, a caspa irá atrair fungos, quando se prolifera ainda mais, causando irritação no couro cabeludo. Em situações mais extremas, a dermatite pode atingir as sobrancelhas, a maçã do rosto e até mesmo os seios.

A caspa e a dermatite seborreica, no entanto, não são a mesma coisa. Enquanto a caspa é seca, com flocos brancos se desprendendo do couro cabeludo, a dermatite seborreica é úmida.

A dermatite seborreica apresenta maior gravidade do que a caspa, principalmente quando atinge outras partes do corpo, atingindo também a região atrás da orelha, as dobras da pele e outras partes do crânio.

Podemos considerar, então, que a caspa se apresenta de duas formas: em sua forma seca, quando é formada por minúsculas películas, ou flocos da pele, que surgem como uma poeira branca no pescoço e nos ombros, e a caspa gordurosa, causada pelas escamas embebidas em sebo, que ficam aderentes ao couro cabeludo e à raiz dos cabelos, criando uma descamação mais intensa, causada pela dermatite seborreica.

A caspa seca, portanto, é apenas uma manifestação mínima da dermatite seborreica, embora possa provocar a queda dos cabelos.

Principais causas para o surgimento da caspa

Mesmo sendo um problema tão conhecido e tão comum, seja entre homens ou mulheres, a ciência não conhece todas as causas que provocam a caspa, ou seja, suas causas definitivas, assim como não possui um tratamento que seja totalmente eficaz contra ela.

Basicamente, sabe-se que a caspa pode ter diversas causas, como por exemplo:

  • Épocas de clima mais seco;
  • Mudanças bruscas de temperatura;
  • Estresse;
  • Alterações hormonais;
  • Causas genéticas.

A caspa, é preciso lembrar, também pode se complicar, atraindo o Malassezia globosa, o fungo que irá provocar a dermatite seborreica.

Tratamentos para a caspa

Como dissemos, a caspa não tem um tratamento eficaz e definitivo, mas pode ser controlada através do uso de shampoos anticaspa, que contém princípios ativos que podem reduzir a descamação.

Os shampoos mais utilizados possuem em sua composição o zinco, o cetoconazol, o selênio, o alcatrão e o ácido salicílio, entre outras substâncias. No caso de haver descamação muito intensa, um dermatologista pode receitar medicamentos orais, que reduzem a substituição das células no couro cabeludo.

Depois do surgimento da caspa é preciso manter cuidados terapêuticos e preventivos, uma vez que, na interrupção do tratamento, a caspa pode retornar. Com a inflamação de longa duração no couro cabeludo associada à caspa, a calvície pode ser agravada, havendo total perda de cabelos.

Medidas para ajudar a reduzir ou prevenir a caspa

Para reduzir ou ajudar a prevenir a caspa, você precisa tomar as seguintes providências:

  • Lavar diariamente os cabelos com água morna e secá-los com o secador;
  • Não coçar ou escarificar o couro cabeludo com as unhas, massageando-o por cinco minutos apenas com a ponta dos dedos;
  • Se tiver cabelos oleosos, deve seguir uma dieta alimentar com pouca gordura e açúcar;
  • Procure tomar sol pela manhã e pela tarde, já que o sol é um anti-inflamatório natural.

Leia também: 13 alimentos para manter seu cabelo bonito e sua pele saudável e radiante


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário