Veja a importância da vacina contra a raiva canina, para saúde dos cachorros e para nossa saúde


Que tal conversarmos hoje sobre a saúde dos cachorros, nossos melhores amigos? Afinal de contas, aqui no blog, a SAÚDE está sempre em ALTA.  Por isso, é importante falar um pouco sobre a raiva e a vacinação para essa doença, que pode acometer não somente nossos amados bichinhos, mas também o ser humano.

Cachorros e sua importância para saúde do homem

Veja a importância da vacina contra raiva para saúde dos cachorros e para nossa saúdeTodo mundo que tem ou já teve um cachorro sabe como eles são uma ótima companhia e como a gente se sente bem ao lado deles. Além disso, é comprovado cientificamente que ter um animal de estimação pode ser um ótimo remédio para diversas patologias, dentre elas:

  • Alergias: pessoas que têm contato com cães e gatos, desde a infância, possuem menor propensão ao desenvolvimento de alergias como rinite alérgica e alergia cutânea (na pele);
  • Doenças cardiovasculares: existem estudos os quais mostram que criar cachorros pode diminuir o risco de desenvolver doenças cardiovasculares;
  • Transtornos afetivos: animais de estimação podem ajudar pessoas que possuem alguns transtornos, os quais as impeçam de estabelecer relações sociais, tais como autismo e esquizofrenia.

Além disso, ter cachorros pode ajudar com muitas outras patologias, tanto da mente quanto do corpo.

Mas, ter um cachorro implica não apenas em aproveitar os benefícios que ele pode trazer à nossa vida, também temos que cuidar da saúde dele. Portanto, é importante sempre estar atento ao cartão de vacina do seu cãozinho e uma das vacinas mais importante é a antirrábica.

O que é raiva

A raiva é uma infecção viral, que pode ser transmitida ao homem através da saliva de animais mamíferos contaminados, dentre eles os cães. O nome científico da doença é hidrofobia, devido ao medo de água que o infectado apresenta.

vacinação contra raiva para cachorros

Quando um ser humano demonstra sintomas de raiva, é quase sempre fatal e quando digo ”quase”, é porque quase 100% dos casos terminam em mortes.

Por isso, cães e gatos abandonados é uma preocupação de saúde pública. Eles aumentam a ameaça da transmissão de raiva ao ser humano.

Sintomas da raiva

Os sintomas da raiva podem aparecer com apenas alguns dias após a mordida, ou levar até 12 semanas para surgirem. Quanto mais perto a mordida for do cérebro, mais rápido os sintomas aparecem. Eles se caracterizam por:

  • Ansiedade
  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Confusão
  • Hiperatividade
  • Excesso de salivação
  • Medo de água (hidrofobia), devido à dificuldade em engolir
  • Alucinações
  • Priapismo (ereção permanente)
  • Fotofobia
  • Pesadelos
  • Insônia
  • Paralisia parcial.

Tratamento

Como a doença geralmente é fatal (tanto para o homem quanto para outros animais), não existe qualquer tratamento para ela. Com o surgimento dos sintomas, não há medicamentos que possam ajudar.

Então, a medida mais adequada (e a única forma de salvar uma pessoa da raiva), é correr para uma unidade de saúde assim que receber uma mordida, seja de cachorro, gato, rato, morcego, macaco, gambá ou qualquer outro mamífero.

Essa vacina está disponível no SUS (Sistema Único de Saúde) e é gratuita. Porém, só é aplicada no ser humano quando há o risco de infecção, ou seja, uma pessoa só recebe a vacina quando é mordida.

Vacinação contra raiva para animais

Pelo alto grau de mortalidade associado à doença, a raiva é combatida no Brasil através da campanha anual de vacinação antirrábica para animais. Essa vacinação é feita em postos, previamente estabelecidos e divulgados para a comunidade.

Assim, cabe aos donos dos cãezinhos e também dos gatos, irem com seus animais até esses postos para imunizá-los. A vacina contra a raiva também está disponível em clínicas veterinárias particulares e tem um valor médio de 80 reais.

Portanto, proteja sua vida e de seus cachorros, não deixe de levá-los para tomar a vacina antirrábica!

No próximo sábado falaremos sobre: o ABC do vírus HPV


Sobre Lilian Silva

Bióloga e apaixonada pela escrita, estou sempre em busca de informações úteis as quais possam ser reunidas em textos que ajudem as pessoas.

Deixe seu comentário