ABC do vírus HPV: saiba tudo sobre o Papiloma Vírus Humano 2


O HPV,  ou Papiloma Vírus Humano, é na verdade um grupo de mais de 150 vírus. Estes microrganismos são incrivelmente comuns e podem causar tudo, desde as verrugas em suas mãos e pés a câncer de colo de útero, de garganta e verrugas genitais sexualmente.

Como é transmitido o HPV?

ABC do vírus HPV: saiba tudo sobre a doençaEle pode ser transmitido por todas as formas de relação sexual, desde sexo tradicional ao sexo oral e anal. Alguns tipos do vírus não apresentam nenhum sintoma. Na verdade, os tipos mais perigosos são muitas vezes assintomáticos, pelo menos no início.

Na maioria das vezes, o sistema imunológico irá eliminar esses vírus sem ajuda ou tratamento. No entanto, é muito importante manter-se informado e, no caso das mulheres, sempre fazer a prevenção, através do exame de colo de útero.

Será que já tive HPV?

Se você é uma pessoa sexualmente ativa, há uma boa chance de que já esteve infectado com HPV em algum momento da sua vida. Segundo dados da Revista Brasileira de Patologia do Trato Genital, no Brasil, cerca de 20 a 25% de mulheres em média, estão infectadas pelo vírus. Muitas pessoas têm HPV e nem imaginam

Quase sempre, a infecção vai embora por conta própria sem causar maiores danos. Em outros casos, o HPV pode persistir no corpo causando alterações celulares que podem levar ao câncer de colo de útero ou outros problemas.

Quantos tipos de vírus HPV existem?

Há mais de 150 tipos de vírus e novos ainda estão sendo descobertos. Até agora, os cientistas identificaram mais de 170 tipos de HPV. Felizmente, nem todos causam problemas. Cerca de 40 tipos são facilmente encontrados ao longo do canal vaginal e anal.

Pelo menos 12 têm sido relacionados ao câncer e, destes, apenas dois causa a maioria dos cânceres relacionados ao HPV.

Quem pode pegar HPV?

HPV é mais frequentemente associada ao câncer em mulheres, porque é encontrado em 99% dos cânceres de colo de útero. Obviamente, os homens não apresentam este tipo de câncer, mas eles podem ser infectados com o HPV.

De acordo com estudos, quase todos os homens sexualmente ativos têm ou terão o Papiloma Vírus Humano em algum momento e eles se infectam da mesma forma que as mulheres: através do contato sexual.

Mais uma vez, estas infecções geralmente não persistem, pois são afastadas pelo sistema imunológico. Mas se o vírus persistir, em homens, pode causar câncer de garganta, pênis e ânus.

Sintomas do vírus HPV

Embora as verrugas na área genital sejam mais comuns, sintomas do vírus HPV também pode resultar em verrugas nas mãos e pés  e verrugas na garganta, uma condição rara chamada papilomatose respiratória recorrente (PRR).

Às vezes, estas verrugas afetam a voz, causando rouquidão, o sintoma mais comum de PRR. Além disso, podem causar tosse e problemas respiratórios crônicos. A remoção cirúrgica é o tratamento mais comum, embora as verrugas, muitas vezes voltem, levando a repetir a cirurgia.

Vacina contra HPV

Na verdade, já existe uma vacina quadrivalente para evitar as formas de HPV do tipo 6, 11, 16 e 18. Mas no Brasil, ela é disponibilizada gratuitamente apenas para meninas de 11 a 13 anos de idade e aplicada em três doses.

Vacina contra o vírus HPV

Porque vacinar meninas tão jovens?

Diretrizes recomendam que as meninas recebem a vacina contra HPV entre 11 e 13 anos, mas pode ser dada a partir dos nove anos de idade. A ideia é que a inoculação em meninas antes que elas se tornem sexualmente ativas oferece melhor proteção contra o HPV.

A vacina também é recomendada para meninas com idades entre 13 a 26 anos que nunca se vacinaram ou não receberam todas as três doses. A vacina não é recomendada a pessoas maiores de 26 anos, por se presumir que já foram expostas a todas as formas de Papiloma Vírus Humano.

Neste caso, o melhor a fazer é sempre estar em dia com o exame de prevenção, o famoso Papanicolau.

Meninos também podem ser vacinados?

Não só podem como seria o ideal é que todos os meninos entre 11 e 13 anos também fossem vacinados contra o HPV, tão jovens quanto as mulheres, devido à mesma lógica de ser antes que cheguem à vida sexualmente ativa.

Se para as meninas a preocupação em vaciná-las está relacionada ao câncer de colo do útero na vida adulta, para os meninos a relação está com o câncer de garganta e outros problemas que o HPV pode vir a causar a eles.

O exame preventivo é necessário mesmo com a vacina

Toda mulher deve fazer o Papanicolau uma vez por ano, assim que inicia sua vida sexual e mesmo que tenha tomado a vacina. Pois o HPV pode ser muito mais devastador em mulheres do que em homens.

Além disso, as mulheres podem ser mais propensas a transmitir o vírus, segundo uma pesquisa publicada na revista Jornal das doenças infecciosas.

Portanto, previna-se! Mulheres, estejam em dia com o preventivo, tomem a vacina. E homens, vacinem-se se possível e usem camisinha!

No próximo sábado falaremos sobre: alimentos para combater doenças causadas por vírus


Sobre Lilian Silva

Bióloga e apaixonada pela escrita, estou sempre em busca de informações úteis as quais possam ser reunidas em textos que ajudem as pessoas.


Deixe seu comentário

2 pensamentos em “ABC do vírus HPV: saiba tudo sobre o Papiloma Vírus Humano

  • Adriana C. Sousa

    Um assunto muito importante e que deve ser levado muito a sério!!
    Aproveito esse espaço para agradecer o meu Kit recebido do Sorteio O Boticário!! E deixar registrado aqui a seriedade e comprometimento desse maravilhoso site. Muito obrigada!!