Veja nossas dicas de como diminuir o consumo de gorduras


Aprenda a reduzir o consumo de gorduras na sua dieta.

Garota chutando alimentos ricos em gordurasNem sempre as gorduras atuam como arqui-inimigas do organismo. Na verdade, quando em sua forma saudável, o chamado colesterol HDL (o colesterol bom) age como uma espécie de lubrificante natural do corpo, além de participar do processo de formação de diversos hormônios, proporcionar proteção térmica ao corpo e ajudar a preservar a estrutura celular.
Por outro lado, as chamadas gorduras saturadas podem ser extremamente nocivas ao corpo. Comuns nos alimentos de origem animal, tais como leite, seus derivados e em carnes, elas podem trazer diversas complicações. E por mais que as gorduras trans tenham sido retiradas de diversos processos de uma série de produtos industrializados, como biscoitos recheados, basta observar as informações nutricionais contida nos rótulos para perceber que, na maioria das vezes, o consumo diário (aproximadamente 70 g) recomendado de gordura pode ser facilmente ultrapassado. Logo, o risco de desenvolver problemas cardiovasculares permanece ativo.
Contudo, o efeito devastador das gorduras pode ser aplacado através de substituições inteligentes dos alimentos. Veja na sequência como atitudes e mudanças de hábitos podem causar uma enorme diferença no seu corpo.

Troque os pães à base de ovos por pães de forma ou franceses
O grande problema dos pães preparados à base de ovos é que, além destes, sua composição é formada por farinha branca, açúcar e manteiga. O resultado é que em apenas 30 g desse tipo de pão é possível encontrar cerca de 4 g de gordura. Esse resultado é muito discrepante diante dos valores contidos em um pão de forma ou francês, nos quais 50 g representam somente 1,5 g de gorduras, em média.

Substitua os queijos calóricos por versões “magras” ((Leia – Cuidado com a quantidade ao consumir o queijo mascarpone))
Idolatrados por muitos, os queijos são constantes nas mesas de vários cafés da manhã. De fato, a variedade e peculiaridades de aromas e texturas impressionam. Contudo, infelizmente a grande maioria é excessivamente calórica e não adianta ir pelo preço, pois queijo caro não é e nunca foi sinônimo de queijo, necessariamente, saudável.
As opções são vastas, mas de uma forma geral, os queijos tipos prato, mussarela, cheddar e parmesão são os campeões em retenção de gorduras, normalmente saturadas.
As alternativas são os queijos brancos. Como são preparados, basicamente, com leite desnatado, sua concentração de gordura saturada fica na margem de 2 g, em média. Todavia, não é aconselhável abusar, uma vez que os queijos brancos têm a má fama de possuir muito sódio, tendo em vista que 200 mg por porção é algo fora dos padrões para quem pretende bater a meta diária de ingestão do referido mineral.

Experimente trocar as sobremesas ((Aprenda a saborear sobremesas sem prejudicar a dieta))
Ao invés de se deliciar com aqueles doces carreados em leite condensado e creme de leite, melhor seria apostar em receitas caseiras de compotas de frutas. Afinal, o açúcar também tem a sua cota diária e não deve ser renegado. O problema é quando esse elemento passa a ser um protagonista na alimentação. Nem é preciso ir muito longe para encontrar exemplos esclarecedores e convincentes, já que 100 g de um doce de leite, por exemplo, pode conter cerca de 300 calorias, ao passo que uma compota de frutas com o mesmo peso apresenta apenas 50 calorias, quantidade 6 vezes menor.

Ignore a mortadela e o salame, e prefira presunto magro
O ideal seria não consumir alimentos embutidos. Porém, o mal maior está naqueles frios repletos de gorduras saturadas, como a tradicional mortadela e o salame. Segundo os nutricionistas, nenhum dos dois acrescenta qualquer nutriente que seja aproveitado pelo organismo. Toda essa inutilidade é ignorada devido ao sabor, apreciado por muitos. Mas, a substituição de ambos e de similares é essencial a uma vida saudável, pois apenas 100 g reúne uma perigosa combinação: 25 g de gordura, 85 mg de colesterol e 350 calorias.


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário