Conheça os alimentos que ajudam no controle da gastrite


Conheça os alimentos que contribuem para o controle da gastrite.

GastriteComum em grande parte da população mundial, a irritação da parede interna do estômago é um problema que assola milhares de pessoas. Para o correto disgnóstico, é fundamental se submeter ao exame de endoscopia, uma vez que os sintomas da gastrite podem variar, e aquela simples e insistente dor de estômago pode ser, na verdade, algo mais grave do que pareça. Além das referidas dores, dentre os sinais de gastrite estão as náuseas, que podem ou não resultar em vômitos.
Por se tratar de uma inflamação grave da mucosa estomacal, a gastrite exige uma readequação completa do cardápio, já que na maioria dos casos, quem possui o problema costuma apresentar uma alimentação totalmente desbalanceada e predominantemente ácida. Assim, o consumo de frutas ácidas, como abacaxi, limão e laranja, café, frituras, vinagre, e quaisquer outros alimentos que agridam o estômago e piorem a inflamação, devem ser plenamente evitados.
Felizmente, existem alimentos saborosos que podem e devem ser incorporados à dieta. Conheça algumas sugestões a seguir e volte a ter uma vida normal.

Frutas sem acidez
A lista de frutas ácidas que passam a ser evitadas por um portador de gastrite é considerável. Porém, existem muitas outras que podem ser consumidas sem problema algum. Dentre estas estão o mamão, banana, goiaba, maçã, e a pera. Lembrando que também é possível extrair sucos dessas frutas, o ideal é que o consumo diário contenha de quatro a cinco porções, devidamente distribuídas entre o café da manhã e o almoço, logo após o almoço, no café da tarde, e após o jantar.

Chás de alecrim e hortelã
Essas bebidas são importantes porque contribuem, sobremaneira, para a melhora dos processos digestivos, além de serem agentes que acabam reduzindo a concentração ácida presente no estômago. Em outras palavras, as infusões dessas ervas amenizam gases, cólicas, e azias. Para melhor efeito, aconselha-se ingerir as bebidas cerca de meia hora antes das principais refeições.
Alimentos com lactobacilos
A gastrite acaba por aniquilar as chamadas bactérias “amigas” do intestino e estômago. A baixa população de lactobacilos faz com que o tecido estomacal permaneça degenerado por muito tempo. Para suprir a necessidade desses elementos, deve-se consumir boas doses de iogurte, principal fonte das citadas bactérias.

O suco verde
Embora apresente um sabor nada agradável, vale o esforço para beber algum tipo de suco verde. A versão que contém couve e salsinha, por exemplo, proporciona alta concentração de clorofila, que além de ser energizante, é repleta de substâncias antioxidantes e de zinco, essenciais para que o estômago se recupere do estrago causado pela gastrite. A bebida também detém magnésio e vitamina C.
Para ampliar os benefícios e deixar o aroma mais palatável, experimente adicionar sementes de linhaça germinada, e bater os vegetais juntamente cm alguma fruta. A linhaça germinada é obtida após deixar as sementes em contato com água por, aproximadamente, quatro horas.

Legumes e verduras ((Veja alguns dos legumes mais saudáveis do mundo))
O consumo de verduras sempre é defendido pelos nutricionistas, mas antes da ingestão, é fundamental que ambos tenham sido refogados. Essa prevenção é necessária para evitar que determinadas partes rígidas das folhas causem incômodo às paredes do estômago. Por isso, quem tem gastrite deve evitar consumir escarola, agrião, repolho, alface, e couve em seu estado cru, ao menos por um determinado período de recuperação do estômago.

O suco de Aloe Vera
O líquido extraído da aloe vera, popularmente conhecida como babosa, contribui para a restauração da condição ideal do estômago devido a seu poder de cicatrização. Dessa maneira, a bebida é considerada uma bebida de peso para curar as feridas provocadas pela gastrite. Existe uma versão pronta do suco. Para o consumo, pode-se tomar cerca de 50 ml logo pela manhã, em jejum, ou logo antes de dormir.
O caldo de feijão ((Veja os 7 principais benefícios do Feijão))
Quando em grãos, o feijão deve ser profundamente evitado por quem possui gastrite, já que nessa forma o alimento acaba culminando em excesso de fermentação no estômago já debilitado. Por outro lado, os nutrólogos afirmam que o caldo do feijão pode ser ingerido sem problemas, criando-se, assim, uma alternativa para ingerir os nutrientes propiciados pelo alimento.


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.