Conheça e emagreça com a dieta paleolítica 1


dieta paleolíticaA mais nova dieta (ou nem tanto assim) vem conquistando cada vez mais fãs e garantindo bons resultados, a dieta paleolítica – ou simplesmente dieta paleo -. A dieta dos nossos ancestrais, como o próprio nome já diz, procura resgatar hábitos alimentares do homem primitivo. Defende-se nela que o nosso organismo não está preparado para digerir os alimentos industrializados, que causariam inflamações, obesidade, dentre outros males.

Benefícios da dieta paleolítica

A dieta paleolítica é eficaz na amenização de dores de cabeça e irritabilidade. Além disso, percebe-se aumento de disposição se emagrece, em média, mais de cinco quilos. Como os humanos habitam a Terra há mais de dois milhões de anos e a agricultura só existe há aproximadamente dez mil, acredita-se que o organismo humano ainda não teve tempo de se adaptar a ela totalmente. Por isso que quando se pensa no que os homens da caverna costumavam comer, logo vem à cabeça: carnes, verduras, legumes e frutas. Ao contrário do que muitos pensam, leites e derivados, grãos, tubérculos (como a batata e a mandioca, por exemplo) e quaisquer alimentos plantados não entram na dieta paleolítica. Obviamente, doces, frituras e carboidratos devem ser evitados.

Os alimentos da dieta paleo

A escolha dos alimentos que entram na nessa dieta, foi baseada no pensamento de que o excesso de resquícios deixados por alguns alimentos podem levar nosso organismo a adoecer. Estes tipos de nutrimentos que não são facilmente digeridos podem deixar nosso metabolismo mais lento.

O leite foi vetado, porque além de causar alergia em algumas pessoas, durante o processo de industrialização ao qual ele é submetido hoje, perdem-se algumas vitaminas ricas em cálcio (compensa-se o cálcio do leite com verduras verde-escuras como brócolis, couve e espinafre, por exemplo). Além disso, o homem é o único mamífero que o consome ainda na fase adulta, o que leva os estudiosos a acreditarem que não é mesmo necessário na nossa alimentação.

Já os grãos foram vetados, pois estudiosos afirmam que podem causar problemas como artrite e sinusite.

A polêmica da dieta paleolítica está no fato de que o consumo de carnes é muito alto e não há preocupação nenhuma com o consumo de gordura, o que não é indicado pelos médicos. Portanto, sempre é indicado tomar muita água para que o intestino funcione bem.

Além da água, recomenda-se beber sempre o “isotônico primitivo”, específico para essa dieta. Ele consiste em água com duas pitadas de sal e um limão espremido. Também é indicado jejuar por bastante tempo para queimar a energia estocada.

Especialistas afirmam que o que deve ser consumido nessa dieta é: carnes (principalmente a bovina e peixes; frango e carne de porco devem ser consumidas de forma mais moderada) ovos, sementes, verduras, legumes, frutas (porém, dar preferência aos alimentos menos calóricos). Como já dito anteriormente não há preocupação com a gordura, pois se acredita que ela seja fundamental para o equilíbrio do intestino e absorção dos nutrientes.

Todos os alimentos que são permitidos na dieta paleolítica são encontrados facilmente, porém são necessários disciplina e autocontrole, porque não há muita variedade. Porém, é fato: traz bons resultados.


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.


Deixe seu comentário

Um pensamento em “Conheça e emagreça com a dieta paleolítica