Diabetes: você não precisa passar por isso   Atualizado recentemente!


DiabetesO diabetes é uma doença bastante conhecida pelo nome, embora a maior parte das pessoas saiba somente que é o excesso de açúcar no sangue. Suas causas são proveniente de uma síndrome do metabolismo, com diversas origens, sendo provocada pela falta de insulina ou pela incapacidade dessa substância de fazer exatamente o que precisa, causando o aumento da glicose, ou açúcar, no sangue.

Isso acontece porque o pâncreas, órgão responsável pela produção de insulina, não é capaz de produzi-la em quantidade suficiente para as necessidades orgânicas, ou mesmo porque a insulina não é produzida com a qualidade necessária para fazer a sua parte (isso é chamado de resistência à insulina).

A função da insulina é reduzir a glicemia, impedindo que o açúcar presente no sangue penetre dentro das células, não podendo o açúcar ser usado como fonte de energia, uma necessidade vital para manter a saúde do organismo. Faltando a insulina, ou mesmo quando ela não age adequadamente, a glicose do sangue aumenta e, em consequência, a pessoa apresente sofre com o excesso de açúcar no sangue.

Os diferentes tipos de diabetes

Há diferentes tipos de diabetes, já classificados pelos médicos, como podemos ver a seguir:

Diabetes tipo 1

O diabetes tipo 1 é caracterizado pela perda de capacidade do pâncreas de produzir insulina, situação que ocorre devido a algum defeito do sistema imunológico. Isso faz com que os anticorpos de nosso organismo ataquem as células que produzem a insulina. Esse tipo atinge entre 5 e 10% das pessoas que são acometidas pela doença.

Diabetes tipo 2

O diabetes tipo 2 é uma combinação de dois fatores: a redução de insulina em sua produção pelo pâncreas e um defeito em sua ação no organismo, conhecido com resistência à insulina. Esse tipo pode ser tratado com medicamentos injetáveis ou orais, mas é um tipo de doença que pode evoluir e se agravar. O diabetes tipo 2 acomete cerca de 90% das pessoas que têm a doença. (Veja um artigo sobre isso, AQUI).

Pré-diabetes

O termo pré-diabetes é usado para classificar as pessoas que têm potencial para o desenvolvimento da doença, sendo este um estado intermediário entre uma pessoa normal, com o funcionamento e quantidade necessários de insulina no organismo, e o diabetes tipo 2. O diabetes tipo 1 não possui uma pessoa com potencial para a doença, já que ela nasce com predisposição genética para contrair o problema, que pode acontecer em qualquer fase da vida. (Leia sobre o Pré-diabetes, AQUI)

Diabetes gestacional

A gestação é uma fase em que acontece o aumento da resistência à ação da insulina, o que eleva os níveis de glicose no sangue. Essa condição pode ou não persistir após o parto, não tendo ainda uma causa conhecida. Mulheres que apresentam a condição devem ser acompanhadas após a gestação.

Diabetes de outros tipos

Alguns outros tipos da doença, menos comuns, são decorrentes de defeitos genéticos, associados ou não a outras doenças ou ao uso de medicamentos. Podem acontecer os seguintes tipos:

  • Por defeitos genéticos na função da célula beta;
  • Por defeitos genéticos na ação da insulina ou na sua produção;
  • Por doenças do pâncreas, como pancreatite, hemocromatose, fibrose cística e neoplasia, entre outras;
  • Por defeitos provocados por drogas ou outros produtos químicos, como diuréticos, betabloqueadores, contraceptivos e corticoides, entre outros.

O diabetes é uma doença silenciosa, devendo haver sempre a prevenção por atingir grande parte da população e provocar problemas sérios se não for tratado. Cegueira, amputação, doenças cardiovasculares e até mesmo a morte são suas consequências.

Leia também:
Dieta para diabéticos – O que comer?
MITOS E VERDADES
COMO REALIZAR A AUTOMONITORIZAÇÃO DA GLICEMIA DE FORMA CORRETA


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário