DEFICIT DE ATENÇÃO: conheça 5 alternativas de tratamento para o TDAH


TDAH, ou, deficit de atençãoA produção de medicamentos usados para tratar o transtorno de deficit de atenção e hiperatividade (TDAH) tem subido desde 1990. Especialistas dizem que os diagnósticos de TDAH em crianças aumentaram cerca de 42% entre 2003 e 2011. Se você não se sente confortável com o tratamento deste distúrbio através do uso de medicamentos, existem opções mais naturais. Continue lendo e veja algumas alternativas de tratamento para o TDAH!

Mas, o que é TDAH, ou, deficit de atenção de atenção?

Transtorno de deficit de atenção é uma desordem da mente comum, que começa na infância e pode continuar até a adolescência e idade adulta. Esse transtorno interfere na capacidade de concentração das crianças e, na maioria dos casos, está associado à hiperatividade, por isso é chamado de TDAH (Transtorno de Deficit de Atenção com Hiperatividade).

Crianças com TDAH possuem níveis de desatenção, hiperatividade e comportamentos impulsivos maiores do que outras na sua mesma faixa etária, o que pode tornar difícil a vida escolar e social dessas crianças. 

O deficit de atenção tem muitos sintomas e alguns deles, à primeira vista, podem parecer comportamentos normais para uma criança, mas o TDAH torna tudo muito pior e faz com que ocorram mais frequentemente. As crianças com TDAH têm, pelo menos, seis sintomas que começam nos primeiros 12 anos de suas vidas. Crianças com Transtorno de Deficit de Atenção com Hiperatividade podem:

  • Se distrair facilmente e esquecer as coisas,

  • Mudar muito rapidamente de uma atividade para outra,

  • Ter problemas com orientações,

  • Ter muitos devaneios,

  • Ter problemas para terminar tarefas, como tarefas diárias de casa,

  • Perder brinquedos, livros e material escolar com muita frequência,

  • Ficar inquietos e se contorcendo,

  • Falar sem parar e interromper as pessoas,

  • Correr sem parar e sem se cansar,

  • Tocar e brincar com tudo o que vêm

  • Ser muito impaciente,

  • Deixar escapar comentários inadequados,

  • Ter problemas para controlar suas emoções.

Caso você suspeite que seu filho possa ter TDAH, o primeiro passo para avaliá-lo é consultando a opinião de um psicopedagogo, o qual o encaminhará para o profissional da saúde competente.

Medicamentos e efeitos colaterais

As drogas utilizadas para tratar o deficit de atenção podem ajudar a melhorar os sintomas através de reforço e equilíbrio dos neurotransmissores. Os neurotransmissores são substâncias químicas que transmitem sinais entre os neurônios em seu cérebro e corpo. No entanto, essas drogas também podem causar alguns sérios efeitos colaterais, dentre eles estão incluídos:

  • Problemas de sono;

  • Mudanças de humor;

  • Perda de apetite;

  • Problemas cardíacos;

  • Pensamentos ou ações suicidas.

Não existem muitos estudos que tenham analisado os efeitos destes medicamentos a longo prazo. Mas, algumas pesquisas têm sido feitas e levantam bandeira vermelha. Um estudo publicado em 2010 não encontrou nenhuma melhoria significativa em problemas de comportamento e atenção em crianças entre as idades de 5 e 14 anos que tomaram medicamentos para TDAH. A autopercepção e funcionamento social dessas crianças não teve melhora significativa.

Em vez disso, as pessoas medicadas durante o estudo tenderam a ter níveis mais elevados de pressão arterial diastólica. E também tiveram a autoestima um pouco mais baixa do que o grupo não medicado.

1. Abra mão de corantes e conservantes

Os tratamentos alternativos podem ajudar a controlar alguns sintomas associados com deficit de atenção, incluindo:

  • Dificuldade em prestar atenção;

  • Problemas organizacionais;

  • Esquecimento;

  • Interrupção frequente das atividades diárias.

Alguns especialistas vêm observando que certos corantes e conservantes podem aumentar o comportamento hiperativo em algumas crianças. Devem ser evitados alimentos em que dentre seus ingredientes estejam esses corantes e conservantes:

  • Benzoato de sódio;

  • Amarelo de quinoleína;

  • Tartrazina;

  • Amarelo crepúsculo;

  • Vermelho allura AC.

2. Evite alérgenos potenciais

Dietas que restringem os possíveis alérgenos podem ajudar a melhorar o comportamento em algumas crianças com deficit de atenção. Nesse caso, é melhor verificar com um médico alergista caso haja suspeita de que a criança possua alguma alergia. Mas você pode experimentar evitar seguintes alimentos:

  • Aditivos químicos como BHT e BHA;

  • Leite e ovos;

  • Chocolate e outros.

3. Tratamento de Neurofeedback para deficit de atenção

Esse tratamento é um tipo de neuro terapia que mede ondas cerebrais. Um estudo de 2011 sugeriu que o neurofeedback é um tratamento promissor para o TDAH.

A criança pode jogar um jogo de videogame durante uma sessão típica. É dada uma tarefa para se concentrar, como por exemplo, manter um avião voando. O avião começará a mergulhar ou a tela ficará escura, se a criança se distrair. O jogo ensina as crianças novas técnicas de foco ao longo do tempo. Eventualmente, a criança vai começar a identificar e corrigir seus sintomas.

4. Sessões de massagem podem ajudar

Massagens são relaxantes e, podem ser muito mais para aqueles com deficit de atenção. Um estudo publicado em 2003 examinou os efeitos da massagem sobre o humor e o comportamento. Alunos com TDAH que receberam massagem terapêutica durante 20 minutos, duas vezes por semana, ao longo de um mês tiveram melhora do humor a curto prazo. Além disso, melhoraram o comportamento em sala de aula, a longo prazo.

5. Considere Yôga ou Tai Chi Chuan

Alguns pequenos estudos indicam que a yôga pode ser útil para pessoas com deficit de atenção. Uma pesquisa publicada em 2013 relatou melhorias significativas na hiperatividade, ansiedade e problemas sociais em meninos com TDAH que praticaram yôga regularmente.

Estudos preliminares sugerem que o tai chi chuan também pode ajudar a melhorar os sintomas de deficit de atenção. Os pesquisadores descobriram que adolescentes com TDAH que praticavam tai chi chuan eram menos ansiosos ou hiperativos. Eles também sonhavam menos e exibiram menos emoções inapropriadas quando participavam de aulas de tai chi duas vezes por semana, durante cinco semanas.

E quanto a suplementos vitamínicos?

O tratamento com vitaminas pode ajudar a melhorar os sintomas de deficit de atenção. Estes suplementos incluem:

  • Zinco

  • Carnitina

  • Vitamina B6

  • Magnésio

Alimentos naturais como ginkgo biloba, ginseng, e maracujá também podem ajudar acalmar a hiperatividade.

Porém, fazer o uso de suplementação sem a supervisão de um médico pode ser perigoso, particularmente em crianças.

Converse com seu médico se você estiver interessado em tentar essas terapias alternativas para o deficit de atenção. Ele podem pedir alguns exames para medir os níveis atuais de nutrientes em seu corpo antes de optar por suplementos.

Compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas possam buscar tratamentos alternativos para o TDAH!


Sobre Lilian Silva

Bióloga e apaixonada pela escrita, estou sempre em busca de informações úteis as quais possam ser reunidas em textos que ajudem as pessoas.

Deixe seu comentário