Conheça as consequências provocadas pela deficiência de vitamina D

Não existe fronteira para que as pessoas apresentem deficiência de determinados nutrientes. De acordo com pesquisas realizadas por universidades estadunidenses, é o acontece com as taxas de vitamina D, que atinge aproximadamente 10% da população de diversos países.

O déficit de vitamina D quadruplica os riscos de quedas e, consequentemente, da ocorrência de fraturas nos ossos. Porém, os problemas ocasionados pela ausência dessa vitamina no organismo também culminam no desenvolvimento de doenças, como o câncer de cólon e a depressão. Por fim, não suprir as necessidades diárias do nutriente também pode comprometer a execução dos processos cognitivos, o que prejudica o raciocínio e enfraquece a memória.

Como a vitamina D age dentro do organismo?

Uma vez absorvida pelo organismo, a vitamina D elimina substâncias nocivas ao corpo, como aquelas vinculadas ao mal de Alzheimer, além de promover o fluxo da corrente sanguínea. De uma forma geral, essas ações aperfeiçoam as funções desempenhadas pelo organismo.

A importância da prevenção
Como a imensa maioria dos indivíduos manifesta sintomas associados à deficiência de vitamina D somente ao adentrar na terceira idade, marcada pelos 65 anos, prevenir desde cedo o déficit do nutriente é primordial para evitar os efeitos negativos que podem surgir no futuro.
Por essa razão, todos devem suprir as necessidades de vitamina D logo na infância, manter o cardápio bem equilibrado durante a adolescência e, assim, alcançar a fase mais madura da vida sem ter de se preocupar com a fragilidade dos ossos.

Como identificar a deficiência de vitamina D
Detectar se as concentrações de vitamina D são ou não as ideais é bem simples. O resultado é apresentado após uma análise sanguínea, o 250 H Vit D3, geralmente encaminhada após consulta prévia de um médico. Cabe ao profissional verificar quais sintomas são apresentados pelo paciente que podem ter sua origem ligada à ausência de vitamina D.
Normalmente, os sinais mais evidentes são dores intensas e constantes nas pernas, quadris, massa óssea dos braços, e na coluna vertebral. Frequentemente, essas dores costumam latejar, característica que pode suscitar uma sensação de incômodo e cansaço contínuos.

Fatores de risco interligados à ausência de vitamina D
Diversos e distintos fatores estão correlacionados à falta de vitamina D no organismo. Porém, os principais aspectos que diminuem a concentração do nutriente são o início da terceira idade (a partir dos 65 anos), a baixa exposição à incidência dos raios solares, pele escura, ausência de exercícios físicos regulares, uso de determinados remédios, como os corticoides e os anticonvulsivantes, e a obesidade.

Os benefícios proporcionados pela vitamina D
Cumprir as doses da ingestão diária recomendada de vitamina D são só fortalece o corpo e reduz as chances de desenvolvimento da osteoporose, mas igualmente evita o desdobramento de doenças graves, como o acidente vascular cerebral (AVC), a trombose venosa profunda (TVP), e o infarto do miocárdio, todas diretamente relacionadas ao sistema cardiovascular.
Ao suprir a quantidade diária de vitamina D requisitada pelo organismo, o indivíduo acorda mais disposto e preparado para realizar as tarefas cotidianas, além de simultaneamente diminuir o risco de exibir disfunções cognitivas e doenças fatais, como o câncer de cólon, ou potencialmente destrutivas quanto ao convívio social, como a depressão.

Como suprir as necessidades de vitamina D
Vários alimentos podem propiciar quantidades generosas de vitamina D. Dentre eles, destaque para a sardinha e o atum, o salmão fresco, o óleo de peixe, o leite de soja, e a gema do ovo.
No entanto, os nutricionistas enfatizam que, além da alimentação, é essencial reservar cerca de 15 minutos diários para expor o corpo ao sol. Visando evitar que o banho de sol se transforme em câncer de pele, os dermatologistas reforçam que o período de exposição sem protetor solar jamais deve ultrapassar o tempo indicado acima.

Leia também:
Veja alguns dos principais benefícios da vitamina C
Alimentos e nutrientes ideais para fortalecer os dentes
Nutrientes indispensáveis ao seu organismo
Veja os diversos nutrientes presentes nas diferentes cores dos alimentos

2 thoughts on “Conheça as consequências provocadas pela deficiência de vitamina D

  1. Pingback: Iodo - Substância importante para o metabolismo

  2. Pingback: Nutrientes indispensáveis ao seu organismo - Saúde em Alta

Deixe seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE