Causas, sintomas e tratamentos do Câncer de Pulmão


Câncer de pulmãoO Câncer de pulmão ocorre quando há um crescimento descontrolado de células anormais em um ou ambos os pulmões, geralmente nas células que alinham as passagens de ar. Essas células não se desenvolvem onde o tecido pulmonar esteja saudável, mas em tecidos que apresentam danos as mesmas podem se dividir rapidamente formando assim os tumores.

Como os tumores se tornam cada vez maiores e as mais numerosos, eles acabam minando a capacidade do pulmão em fornecer oxigênio para a corrente sanguínea. Os tumores que permanecem no mesmo lugar e parecem não se espalhar são conhecidos como “tumores benignos”.

Já os tumores malignos, os mais perigosos, se espalham para outras partes do corpo através da corrente sanguínea ou do sistema linfático, processo esse conhecido como metástase. Quando isso ocorre, as chances de sucesso do tratamento reduzem significativamente.

O câncer de pulmão é a principal causa de mortes por câncer em todo o mundo, tanto nos homens quanto nas mulheres, alegando mais vidas a cada ano do que os cânceres de cólon, próstata, ovário e mama combinados.

Tipos de câncer de pulmão

Existem três tipos principais desse câncer:

Câncer de pulmão de células não pequenas

Cerca de 85% dos cânceres de pulmão são de células não pequenas. Carcinoma de células escamosas, adenocarcinoma e carcinoma de células grandes são os subtipos de câncer de pulmão de células não pequenas.

Câncer de pulmão de células pequenas

Entre 10% a 15% dos cânceres de pulmão são de células pequenas. Também conhecido como câncer de células de aveias, esse tende a se espalhar rapidamente pelo corpo.

Tumor Carcinoide pulmonar

Menos de 5% dos cânceres de pulmão são tumores carcinoides pulmonares. A maioria desses tumores crescem lentamente e raramente se espalham.

Causas

A maioria dos casos de câncer de pulmão são causados pelo fumo, embora claro, pessoas que nunca fumaram também podem desenvolver a condição.

Tabagismo

O cigarro é responsável por mais de 85% de todos os casos de câncer de pulmão. A fumaça do tabaco contém mais de 60 substâncias tóxicas consideradas cancerígenas. Se você fuma mais de 25 cigarros por dia, você é 25 vezes mais propenso a desenvolver o câncer de pulmão se comparado com uma pessoa não fumante.

Fumantes passivos

A exposição frequente a fumaça do cigarro (fumante passivo) também aumenta o risco de câncer de pulmão. Pesquisas descobriram que mulheres não fumantes com um parceiro fumante veem suas chances de desenvolver o câncer de pulmão aumentarem em até 25% se comparado a mulheres que não fumam e que vivem com um parceiro não fumante.

Exposição ocupacional e poluição

A exposição a produtos ou substâncias químicas utilizadas em diversas profissões e indústrias tem sido associado a um risco ligeiramente maior de desenvolver o câncer de pulmão. Entre esses produtos e substâncias incluem:

  • Arsênico;
  • Amianto;
  • Berílio;
  • Cádmio;
  • Carvão e vapores de coque;
  • Sílica;
  • Níquel.

Estudo revelaram também que o risco de desenvolver o câncer de pulmão aumenta em cerca de um terço se você vive em uma área com altos níveis de óxido de nitrogênio, um gás produzido principalmente por carros e outros veículos.

Sintomas do Câncer de Pulmão

Os sintomas do câncer de pulmão se desenvolvem à medida que a condição progride, sendo que geralmente não há sinais ou sintomas nos estágios iniciais. No entanto, quando apresentados, os sintomas incluem:

  • Falta de ar;
  • Dores do peito ao respirar ou tossir;
  • Uma “nova tosse” que não desaparece após duas ou três semanas;
  • Alterações na tosse crônica ou “tosse de fumante”;
  • Rouquidão;
  • Perda do apetite ou perda de peso;
  • Dores nos ossos;
  • Dores de cabeça;
  • Tosse com sangue;
  • Cansaço frequente ou falta de energia.

Diagnóstico

Se houver razões para acreditar que você pode ter desenvolvido o câncer de pulmão, o médico pode pedir uma série de testes a fim de encontrar as células cancerígenas e descartar outras condições.

Testes de imagem

Uma imagem de raio-X dos seus pulmões pode revelar algo anormal. Já uma tomografia computadorizada pode revelar pequenas lesões que talvez não sejam detectadas em um raio-X.

Citologia de escarro

Se você tem uma tosse e está produzindo escarro (catarro), uma análise microscópica desse material pode revelar a presença de células cancerígenas no pulmão.

Amostra de tecido (biópsia)

A biópsia pode ser realizada de várias maneiras, incluindo:

  • Broncoscopia (Análise de tecidos danificados dos pulmões);
  • Mediastinoscopia (Análise de tecido dos gânglios linfáticos);
  • Biópsia por agulha (Utiliza imagens de raio-X ou tomografia computadorizada para guiar uma agulha até o tecido pulmonar para recolher células suspeitas).

Tratamento

O tratamento para o câncer é baseado em vários fatores, como a saúde geral, o tipo e o estágio do câncer e as preferências do paciente. Os métodos mais utilizados são:

Cirurgia

Durante a cirurgia o médico trabalha para remover o câncer de pulmão e uma margem de tecido saudável. Entre os procedimentos cirúrgicos estão:

  • Ressecção em cunha (Remoção de uma parte do pulmão que contém o tumor, juntamente com uma margem de tecido saudável);
  • Ressecção segmentar (Remoção de uma porção maior do pulmão, mas não o lobo inteiro);
  • Lobectomia (Remoção de todo o lobo pulmonar);
  • Pneumonectomia (Remoção por inteira do pulmão afetado);

Quimioterapia

A quimioterapia utiliza drogas que visam exterminar as células cancerígenas. Uma combinação dessas drogas geralmente é dada em uma série de tratamentos que podem durar meses, com intervalos de tempo para que a pessoa possa se recuperar.

Esse método é frequentemente usado após a cirurgia para eliminar qualquer célula cancerígena que possa ter permanecido.

Radioterapia

A radioterapia usa feixes de energia de alta potência para extinguir as células cancerígenas. A radioterapia pode ser direcionada para o câncer de pulmão de fora do corpo (radiação de feixe externo) ou pode ser colocada dentro de agulhas, sementes ou cateteres, os posicionando próximo aos tumores (Braquiterapia).

Prevenção do Câncer de Pulmão

Não há nenhuma maneira exata para a prevenção do câncer de pulmão, mas você pode reduzir seu risco se:

  • Não fumar;
  • Evitar o contato e a inalação de substâncias químicas;
  • Evitar ambientes onde há fumantes;
  • Ter uma alimentação repleta de frutas, verduras e legumes;
  • Praticar exercícios constantemente.

O artigo foi útil para você? Comente, curta ou compartilhe.

Leia também:
Tudo sobre o câncer de pele: o que é, os tipos mais comuns e os fatores de risco
5 coisas que você precisa saber sobre câncer de esôfago
O que você precisa saber agora sobre o câncer de mama para não se arrepender depois


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida.

Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo.

Durante esses anos tenho “corrido” atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida.

Ps.
Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria.

Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.

Deixe seu comentário