Conheça 5 passos para abandonar o sedentarismo 1


Conheça 5 passos para abandonar o sedentarismo e caminhar, literalmente, rumo à uma vida mais saudável e equilibrada.

Abandonar o sedentarismoEstudos científicos recentes publicados pela Universidade de Granada (Espanha) chegaram à conclusão de que pessoas obesas, mas que se exercitam, possuem menos chances de serem acometidas por um problema de saúde do que aquelas pessoas magras que insistem em não abandonar o sedentarismo. Esse “polêmico” conceito está sendo chamado de complexo da obesidade e já possui a concordância de muitos especialistas no assunto.
A primeira e óbvia conclusão se refere à importância de manter o corpo com um bom condicionamento físico. Isso vale qualquer pessoa, independentemente de sua compleição. Esse é o ponto enfatizado pelo estudo. Ele demonstra, mais uma vez, que ser magro está longe de ser sinônimo de saúde e que ser obeso também não é, necessariamente, o fim do mundo. Mas, essas observações são válidas somente quando se tem disposição para abandonar o sedentarismo e manter o corpo em ação, sempre objetivando alcançar novos patamares dentro da chamada saúde plena.

Passe por uma avaliação médica
Muitas vezes ignorada pela maioria das pessoas, a avaliação médica é fundamental não só para aqueles que já apresentem alguma complicação específica. Na verdade, é através dessa bateria de exames que é possível determinar qual é o nível de resistência atual do organismo de cada um, inferir quais seriam as modalidades esportivas mais adequadas, além de fornecer a porcentagem de gordura corporal.

Tenha uma fase de adaptação
Quando se fala em sedentarismo, isso é sinal de que há muito tempo não se pratica alguma atividade física. Logo, é importante ir com muita calma. Como o corpo está desacostumado a se exercitar, será necessário fazer com que ele volte a se habituar aos poucos. Os especialistas em educação física ressaltam que, nessa fase, perder peso ou qualquer ganho de massa muscular devem ser preocupações relegadas a segundo plano.
Além disso, o recado também é direcionado a quem era um assíduo praticante de atividades físicas. Qualquer esforço pode acarretar lesões musculares e nas articulações. A única diferença entre os novatos e as pessoas que estão retornando à sua rotina anterior de exercícios é o intervalo de recondicionamento físico, que no caso dos últimos é bem mais curto.

Inicie com atividades leves
Por mais que o intuito seja praticar uma modalidade esportiva específica, vale frisar que o recomendável é ir devagar. Novamente, o cuidado tem o objetivo de preservar os músculos e as articulações, que podem sofrer danos caso sejam muito exigidos logo no início.
Dessa forma, é um erro começar a caminhar e já partir para uma corrida, por exemplo. Em vez disso, prefira sempre caminhar longos períodos a fim de que as diversas funções internas do organismo recobrem a sintonia. Além da readaptação das articulações e dos músculos, a respiração também deve encontrar o seu espaço e equilíbrio.

Faça uma atividade prazerosa
Nada é mais frustrante do que insistir em realizar um exercício físico que não gera prazer ao praticante. Evite esse tipo de situação, pois as chances de abandonar os treinamentos e voltar ao ritmo de vida sedentário são grandes. Uma vez que o seu corpo esteja preparado para voos maiores, priorize as atividades e esportes com os quais realmente possui alguma ligação. Opções não faltam e nem é preciso ficar restrito aos clássicos futebol, vôlei, basquete e natação. Lembre-se que existem outras alternativas, como as artes marciais, por exemplo.

Aquecimento, intensidade e limites
Jamais inicie a atividade sem a realização de uma boa série de aquecimento, essencial para que o corpo consiga se preparar para encarar o que virá pela frente. Já durante o aquecimento, a temperatura do corpo aumenta juntamente com os batimentos cardíacos.
A intensidade do treinamento deve ser elevada moderadamente. O desafio é um estímulo para continuar se desenvolvendo. Mas, não se esqueça de que cada ser humano detém determinados limites. Se não alcançou o seu objetivo no mesmo dia, tente novamente no dia seguinte e interrompa o treinamento caso sinta que exagerou, o mais importante é ter sempre em mente que é necessário abandonar o sedentarismo.

Outros artigos sobre isso:
A atividade física e o emagrecimento
Cuidados básicos antes da atividade física


Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação e adoraria aprender tudo sobre fotografia.


Um pensamento em “Conheça 5 passos para abandonar o sedentarismo

Os comentários estão desativados.